Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

HONRANDO AO SENHOR COM A VIDA DE NOSSOS FILHOS

1 Sm 1: 26-28

26 E disse ela: Ah! Meu senhor, tão certo como vives, eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, orando ao SENHOR.27 Por este menino orava eu; e o SENHOR me concedeu a petição que eu lhe fizera.28 Pelo que também o trago como devolvido ao SENHOR, por todos os dias que viver; pois do SENHOR o pedi. E eles adoraram ali o SENHOR.

1 Sm 2:11

Então, Elcana foi-se a Ramá, a sua casa; porém o menino ficou servindo ao SENHOR, perante o sacerdote Eli.

Nos é conhecida a história do nascimento de Samuel. Samuel nasceu como resultado da oração de sua mãe Ana que era estéril. Ana, esposa de Elcana não podia ter filhos, por causa disso seu marido teve outra esposa chamada Penina a qual lhe dava filhos.

Ana um dia resolveu colocar sua situação diante de Deus, num dia que sua família foi ao tabernáculo servir a Deus, ela foi orar sozinha e disse: Cap 1.10-11

10 levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente.11 E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.

Ana pediu um filho e de antemão resolveu consagrá-lo a Deus. Ela queria um filho, mas tinha certeza que esse filho era para a honra e glória do Senhor.

E no texto que lemos nessa noite vemos Ana indo ao tabernáculo , depois que o menino desmamou , o entregando ali para que ficasse o menino ali, sob o cuidado dos sacerdotes e de Eli o sumo-sacerdote, para que o menino servisse a Deus ali. Ana veio ao templo para honrar o Senhor com a vida de seu filho. Precisamos aprender com Ana, que nossos filhos são para a honra e glória do Senhor.

Ana e Elcana foram, um pai e uma mãe que, honraram ao Senhor com a vida de seu filho.

O que é preciso para honrarmos ao Senhor com a vida de nossos filhos?

1) É preciso reconhecer que os filhos são herança do Senhor ( v.27)

27 Por este menino orava eu; e o SENHOR me concedeu a petição que eu lhe fizera.

Ana havia clamado ao Senhor para que conseguisse engravidar, ela recebeu então do Senhor o filho que pedira. Nós vemos claramente no coração de Ana um reconhecimento, quando ela diz: “e o Senhor me concedeu a petição que eu lhe fizera”. Ana estava honrando ao Senhor com a gratidão de seu coração, ela estava o honrando com o reconhecimento, ela estava o honrando com alegria. Apesar de estar entregando Samuel ao cuidado de outras pessoas, por causa do voto que fizera, a alegria e a gratidão eram visíveis em suas palavras.

Qual era a causa de tanta alegria e gratidão no coração de Ana? O reconhecimento de que aquele filho era um presente do Senhor para ela. Quando reconhecemos as bênçãos do Senhor em nossas vidas não podemos conter a alegria. Mais tarde o rei Salomão no salmo 127 reconhece: Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão.4 Como flechas na mão do guerreiro, assim os filhos da mocidade.5 Feliz o homem que enche deles a sua aljava; não será envergonhado, quando pleitear com os inimigos à porta.

Amados, é bem verdade que em muitos momentos teremos dificuldades em relação aos nossos filhos, outras vezes teremos alguns desprazeres. Mas, tudo isso não invalida a bênção relatada nesse salmo. Além disso ser uma afirmação, é também algo profético que devemos declarar sobre a vida de nossos filhos, enquanto crescem, como também na adolescência , juventude e vida adulta. Sendo assim, você pode afirmar que seu filho (seus filhos) são uma bênção em suas vidas. Elas são herança do Senhor.

A cultura atual tem trazido uma idéia de que se ter filhos, é um problema, muitos pensam que é um farto. Mas isso é um engano do Maligno. Os filhos são herança do Senhor.

Podemos ser gratos como Ana, podemos estar felizes como ela estava, pois Deus nos tem dado herança nessa terra.

2) É preciso devolver nossos filhos ao Senhor ( v.28)

28 Pelo que também o trago como devolvido ao SENHOR, por todos os dias que viver; pois do SENHOR o pedi. E eles adoraram ali o SENHOR.

É interessante neste texto que Ana reconhece que seu filho não era seu, mas de Deus. Deus a havia dado , mas ele devolveu ao Senhor.

Devolver os filhos ao Senhor é o reconhecimento de que apesar de eles estarem em nossas casas, eles não são nossos, mas de Deus. Também a atitude de Ana devolver seu filho a Deus nos fala da necessidade de consagrarmos nossos filhos ao Senhor. Consagração é um ato de santificação. Quando Ana consagra seu filho ao Senhor, ela o separa do mundo, ela o separa das paixões desta terra, ela o separa para o Senhor.

Honraremos ao Senhor com nossos filhos quando devolvermos nossos filhos ao Senhor.

Assim, eles são devolvidos a Deus, mas ainda estão debaixo da nossa orientação. Sendo assim o que é consagrarmos a Deus nossos filhos?

É os separarmos do pecado, os separarmos do mundo. É sermos firmes com eles, ensinando o caminho que devem andar e dizendo não ao erro, não ao pecado, não a desenhos televisivos que ensinam a violência, não para as más companhias e não para o pecado, para as ruas, para os namoros inconvenientes. Ser pai cristão é dizer não para o mundo na vida de nossos filhos e sim para Deus. Precisamos ensinar e também voltarmos a dizer não – Não ao pecado.

Nesse sentido temos honrado ao Senhor com nossos filhos?

Muitas vezes são os pais que estão sendo mandados e até orientados para fazer tudo o que os filhos desejam, e na hora da separação do pecado não tem autoridade pra dizer não. Os papéis estão se invertendo e a permissividade está entrando como uma arma do Maligno na vida de nossas crianças. É preciso devolvermos para o Senhor nossos filhos, pois eles estão conosco, mas são do Senhor.

Devolver através da oração

Devolvermos através da devoção

Devolvermos através da consagração, onde se diz não para o pecado e sim para Deus.

3) É preciso ter fé que nossos filhos servirão ao Senhor ( Cap 2. V11)

Então, Elcana foi-se a Ramá, a sua casa; porém o menino ficou servindo ao SENHOR, perante o sacerdote Eli.

Ana e Elcana deixaram seu filho Samuel no Tabernáculo , eles não se afligiram, eles sabiam que seu filho serviria ao Senhor , e o resultado foi que o menino realmente estava servindo ao Senhor. Ana tinha uma aliança com Deus. Nessa Aliança ela fez a parte que prometeu. Ela deu o menino ao Senhor, então pela fé sabia que o Senhor o faria crescer diante dele. E não afastou-se Samuel dos caminhos do Senhor.

Samuel tornou-se sacerdote diante de Deus, juiz de seu povo e profeta do Senhor.

Sabemos o que a bíblia nos diz sobre ensinarmos as crianças nos caminhos em que elas devem andar e quando forem velhos não se desviaram dele.

Provérbios
22.6 Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.

“Ensina” – nossa parte

“E quando for velho não se desviará” = promessa de Deus e toda a promessa exige fé.

Cremos que muitas vezes fazemos a nossa parte, mas falta-nos confiança nas promessas de Deus. E quando não temos fé nas promessas nós não recebemos as promessas.

A palavra nos diz:

2.18 Samuel ministrava perante o SENHOR, sendo ainda menino, vestido de uma estola sacerdotal de linho.

2.21 Abençoou, pois, o SENHOR a Ana, e ela concebeu e teve três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do SENHOR.

2.26 Mas o jovem Samuel crescia em estatura e no favor do SENHOR e dos homens.

3.1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli.

Valeu a pena Elcana e Ana confiarem, valeu a pena Ana saber que o Senhor é poderoso e fiel para cumprir sua palavra na vida de seus filhos.

Precisamos confiar no Senhor e ter fé. Pois assim a bênção virá sobre nossos filhos.

Conclusão

Ana pediu um filho e de antemão resolveu consagrá-lo a Deus. Ela queria um filho, mas tinha certeza que esse filho era para a honra e glória do Senhor.

E no texto que lemos nessa noite vemos Ana indo ao tabernáculo , depois que o menino desmamou , o entregando ali para que ficasse o menino ali, sob o cuidado dos sacerdotes e de Eli o sumo-sacerdote, para que o menino servisse a Deus ali. Ana consagrou o menino ao Senhor e cumpriu seus fotos.

Da mesma forma, vemos como pais que nossos filhos precisam ser consagrados a Deus. Eles devem ser do Senhor .E nós devemos honrar ao Senhor com os nossos filhos.

Honrando ao Senhor com a vida de nossos filhos

O que é preciso para honrarmos ao Senhor com a vida de nossos filhos?

1) É preciso reconhecer que os filhos são herança do Senhor ( v.27)

2) É preciso devolver nossos filhos ao Senhor ( v.28)

3) É preciso ter fé que nossos filhos servirão ao Senhor

Nenhum comentário:

Postar um comentário