Pular para o conteúdo principal

Caminhando no poder de Jesus Cristo ressurreto



Texto: Lucas 24:13-35
13 Naquele mesmo dia, dois deles estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús, distante de Jerusalém sessenta estádios. 14 E iam conversando a respeito de todas as coisas sucedidas. 15 Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e ia com eles. 16 Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer. 17 Então, lhes perguntou Jesus: Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais? E eles pararam entristecidos. 18 Um, porém, chamado Cleopas, respondeu, dizendo: És o único, porventura, que, tendo estado em Jerusalém, ignoras as ocorrências destes últimos dias?
19 Ele lhes perguntou: Quais? E explicaram: O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que era varão profeta, poderoso em obras e palavras, diante de Deus e de todo o povo,
20 e como os principais sacerdotes e as nossas autoridades o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21 Ora, nós esperávamos que fosse ele quem havia de redimir a Israel; mas, depois de tudo isto, é já este o terceiro dia desde que tais coisas sucederam.
22 É verdade também que algumas mulheres, das que conosco estavam, nos surpreenderam, tendo ido de madrugada ao túmulo;
23 e, não achando o corpo de Jesus, voltaram dizendo terem tido uma visão de anjos, os quais afirmam que ele vive.
24 De fato, alguns dos nossos foram ao sepulcro e verificaram a exatidão do que disseram as mulheres; mas não o viram.
25 Então, lhes disse Jesus: Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! 26 Porventura, não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na sua glória?
27 E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras.
28 Quando se aproximavam da aldeia para onde iam, fez ele menção de passar adiante.
29 Mas eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque é tarde, e o dia já declina. E entrou para ficar com eles.
30 E aconteceu que, quando estavam à mesa, tomando ele o pão, abençoou-o e, tendo-o partido, lhes deu;
31 então, se lhes abriram os olhos, e o reconheceram; mas ele desapareceu da presença deles.
32 E disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras?
33 E, na mesma hora, levantando-se, voltaram para Jerusalém, onde acharam reunidos os onze e outros com eles,
34 os quais diziam: O Senhor ressuscitou e já apareceu a Simão!
35 Então, os dois contaram o que lhes acontecera no caminho e como fora por eles reconhecido no partir do pão.
Introdução- Os dias não são todos iguais. Alguns nos reservam mais desafios do que outros. Em alguns dias sentimos a necessidade de mais vigor de mais entusiasmo e disposição para fazermos frentes aos desafios. Somente a presença de Cristo é que de fato pode nos fazer caminhar sempre em vitória. Jesus não é apenas a fonte de poder que precisamos, Ele é o poder que precisamos. É por isso que é essencial ao homem a comunhão diária com Jesus. É fundamental manter um relacionamento diário com Jesus e receber diariamente seu poder, sua força, seu entusiasmo, receber esse algo mais que precisamos.
Passamos a pascoa, já celebramos a ressurreição do Senhor, a partir de agora é tempo de caminharmos com o Senhor ressurreto.
No texto que lemos, vemos que dois dos seguidores de Jesus estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús, e era o fim do terceiro dia após a crucificação de Jesus, do dia em que Jesus havia ressuscitado, mas esses homens ainda , apesar de terem ouvido relatos da ressurreição de Jesus, não estavam compreendendo bem os acontecimentos. Esses homens colocavam em Jesus a esperança politica de que Jesus viria para libertar a Israel do domínio politico do Império Romano; era essa a esperança dos Israelitas . Mas o reinado de Jesus é espiritual. E diante da crucificação de Jesus, estavam esses discípulos entristecidos, porque Ele não havia sido levantado como rei político, mas havia sido levantado numa cruz , como o cordeiro de Deus. Mas, enquanto conversavam a respeito disso o próprio Jesus ressurreto apareceu com eles, eles a principio não o reconheceram, e passaram no caminho a expor a Jesus toda a expectativa que tinham em nele. E, quando chegaram em Emaús, o Senhor se revelou a eles na forma de partir o pão, quando isso aconteceu, enfim, o reconheceram, mas ele desapareceu. O texto que lemos nos ensina algumas coisas preciosas sobre “caminhar no poder de Jesus Cristo ressurreto” Vejamos:
I- JESUS PROMETEU CAMINHAR DIARIAMENTE CONOSCO.
“Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam o próprio Jesus se aproximou e ia com eles.(v.15)” As ultimas palavras de Jesus antes de deixar esse mundo: Mt 28.20“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.”
Conhecendo um pouco sobre Jesus podemos afirmar que Ele escolheria o que considerava mais importante para dizer nesta hora. Pare um pouco e pense nessa promessa: O Deus todo poderoso, criador do céu e da terra, Senhor dos Senhores, o Rei dos Reis, o nosso Salvador, aquele que venceu a morte, o mundo, o diabo, esse Deus caminha diariamente comigo.
Essa é uma convicção essencial que precisamos ter se queremos ter uma vida abençoada. Uma vida de vitórias. Essa é uma convicção essencial a todos nós que não queremos viver acuados com medo do que vem a seguir. Com medo de nos relacionarmos e de nos frustrarmos novamente. Caminhar no poder de Jesus é crer que Ele sempre está conosco.
Sl121.5 O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita.
Sl 108.12 e13
“12 Presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem. 13 Em Deus faremos proezas, porque ele mesmo calca aos pés os nossos adversários. “
Talvez, você tem vivido na sua vida como se estivesse só. Aqueles discípulos do caminho de Emaús, andavam como se estivessem sós, mas de repente Jesus, aproximou-se deles, mas eles não perceberam que era o mestre que ía com eles. Existem situações em que o sentimento de frustração, ou o não entendimento da vontade de Deus nos faz pensar que ele não está conosco, quando na verdade está mais próximo que imaginamos. Sl 108:“12 Presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem.
II- JESUS SE MANIFESTARÁ DE MANEIRA ESPECIAL NOS MOMENTOS MAIS DIFÍCEIS DA NOSSA CAMINHADA .( Lc 24.17) “ Então, lhes perguntou Jesus : Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais ? E eles pararam entristecidos.”
No caminho de Emaús encontramos discípulos entristecidos e frustrados. Quando Jesus se coloca a cominho na estrada com os discípulos, logo os interroga: "Que é isso que os preocupa e de que ides tratando a medida que caminhais?" Então, lemos: "Eles pararam entristecidos" (v. 17). Emaús é um lugar de tristeza. E esta tristeza revela a frustração daqueles homens: "Ora, nós esperávamos que fosse Ele quem havia de redimir a Israel". O judeus estavam subjugados pelos romanos e havia uma uma grande expectativa que Jesus os libertasse. Mas Ele morreu! Parece que Deus falhou. Nada mudou! Ainda continuavam sob o domínio de Roma.
Sim, Emaús é um caminho de tristeza e decepção. Quem de nós já não trilhou por ele? Quem aqui não caminhou por Emaús? Com tristeza e dor, com frustração e decepção? Nem sempre as coisas saem do jeito que planejamos ou sonhamos. E, assim, a tristeza nos invade e somos tomados pelo desânimo. E, muitas vezes, provoca mágoas e revolta. Por que Deus permite isso? Por que não mudou a minha sorte?
Mas, foi num momento de frustração, de decepção e melancolia que Jesus se manifestou a eles. Quando amargavam os desprazeres da derrota, do sonho frustrado, da esperança não correspondida, é nessa brecha da alma, nesse descaminho que Jesus se aproximou reacendendo a chama da verdadeira e viva esperança.
Ele se manifestou assim também em nossas vidas. Caminhar no poder de Jesus é crer que Ele se manifesta de maneira especial quando estivermos em momentos difíceis.
III – JESUS CAMINHA CONOSCO NOS DANDO UMA VISÃO ESPIRITUAL CADA VEZ MAIS AMPLA. Vs. 16 e vs 31
16 Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer.
31 então, se lhes abriram os olhos, e o reconheceram; mas ele desapareceu da presença deles.
“Os seus olhos, porem, estavam como que impedidos de o reconhecer”.



Com certeza os olhos que o texto se refere são os “olhos do coração” conforme Paulo também se refere quando ora pela igreja em efésios 1: 18 “iluminados os olhos do vosso coração … para saberdes qual a suprema grandeza do poder para com os que cremos, segundo a eficácia do seu poder”.
Eles andaram com Jesus, presenciaram os milagres de Jesus, mas a incredulidade era tão grande que impediu que reconhecessem a Jesus. JESUS durante o seu ministério precisou tocar um cego duas vezes para que sua visão se tornasse perfeita.
Marcos 8: 22-26:22 Então, chegaram a Betsaida; e lhe trouxeram um cego, rogando-lhe que o tocasse. 23 Jesus, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia e, aplicando-lhe saliva aos olhos e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe: Vês alguma coisa? 24 Este, recobrando a vista, respondeu: Vejo os homens, porque como árvores os vejo, andando. 25 Então, novamente lhe pôs as mãos nos olhos, e ele, passando a ver claramente, ficou restabelecido; e tudo distinguia de modo perfeito. 26 E mandou-o Jesus embora para casa, recomendando-lhe: Não entres na aldeia.
Assim também alguns de nós talvez precisamos de um segundo toque de Jesus para termos visão espiritual.
A medida que Jesus caminhava com eles, foram sendo curados da miopia espiritual. “Então lhes disse Jesus: Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram. Porventura não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na sua glória”. Vs 25, 26.Caminhar no poder de Jesus é ter sempre nossa visão espiritual renovada.
IV – JESUS CAMINHA CONOSCO AQUECENDO NOSSO CORAÇÃO COM A SUA PALAVRA.



“E disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando Ele, pelo caminho nos falava, quando nos expunha as Escrituras?”. Lc24: 32
A palavra de Deus é viva e eficaz para corrigir, ensinar, educar para a justiça, e trazer esperança. Pela Palavra de Deus todas as coisas foram criadas. Pela Palavra de Deus a ordem foi estabelecida no universo. Pela Palavra de Deus a natureza foi controlada. Mc 4.39 :
E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança. Pela Palavra de Deus enfermos foram curados, mortos foram ressuscitados.
Caminhar no poder de Jesus é ter sempre o coração aquecido pela sua Palavra.
V- JESUS CAMINHA CONOSCO NOS AJUDANDO A CUMPRIR NOSSA MISSÃO.
33 E, na mesma hora, levantando-se, voltaram para Jerusalém, onde acharam reunidos os onze e outros com eles,
34 os quais diziam: O Senhor ressuscitou e já apareceu a Simão!
35 Então, os dois contaram o que lhes acontecera no caminho e como fora por eles reconhecido no partir do pão.
Os discípulos que antes caminham desolados e sem direção agora tem uma Missão: compartilhar Jesus com os outros. Este é um sinal seguro de que caminhamos no “ poder de Jesus” quando nos sentimos responsáveis em compartilhar Jesus com os outros que também estão a caminho. O discípulo que tem o coração aquecido tem fogo para esquentar os outros também. Caminhar no poder de Jesus é ter compromisso de compartilhar sua mensagem com outros.
Conclusão
O texto que lemos nos ensinou algumas coisas preciosas sobre “caminhar no poder de Jesus Cristo ressurreto” Vejamos:

I- JESUS PROMETEU CAMINHAR DIARIAMENTE CONOSCO.
II- JESUS SE MANIFESTARÁ DE MANEIRA ESPECIAL NOS MOMENTOS MAIS DIFÍCEIS DA NOSSA CAMINHADA
III – JESUS CAMINHA CONOSCO NOS DANDO UMA VISÃO ESPIRITUAL CADA VEZ MAIS AMPLA.
IV – JESUS CAMINHA CONOSCO AQUECENDO NOSSO CORAÇÃO COM A SUA PALAVRA.
V- JESUS CAMINHA CONOSCO NOS AJUDANDO A CUMPRIR NOSSA MISSÃO.
É fundamental manter um relacionamento diário com Jesus e receber diariamente seu poder, sua força, seu entusiasmo, receber esse algo mais que precisamos. Somente a presença de Cristo é que de fato pode nos fazer caminhar sempre em vitória. Jesus não é apenas a fonte de poder que precisamos, Ele é o poder que precisamos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trazendo a Arca da Aliança

Como trarei a mim a arca de Deus? Leonard Ravenhill(1907-1994) foi um escritor e evangelista cristão britânico que focalizava em assuntos como oração e avivamento. É mais conhecido por desafiar a igreja moderna e seu mais notável livro é “Por Que Tarda o Pleno Avivamento?” Através de seu ensino e de seus livros, Ravenhill abordou as disparidades que ele percebia entre a Igreja do Novo Testamento e a Igreja moderna e apelou para a adesão aos princípios do avivamento bíblico, transcrevo um dos capítulos do Livro “Por Que Tarda O Pleno Avivamento: “Na igreja moderna, a reunião de oração é uma espécie de Cinderela. Essa serva do Senhor é desprezada e desdenhada porque não se adorna com as pérolas do intelectualismo, nem se veste com as sedas da Filosofia; nem se acha ataviada com o diadema da Psicologia. Mas se apresenta com a roupagem simples da sinceridade e da humildade, e por isso não tem receio de se ajoelhar. O “mal” da oração é que ela não se acha necessariamente associada a grandes f…

Resgatando os valores perdidos no lar

Lucas 15.8-10
8 Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?
9 E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.10 Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.
A parábola (ilustração) da dracma perdida faz parte do conjunto de parábolas que Jesus contou em Lucas 15 para ilustrar o amor de Deus pelos pecadores, a parábola da ovelha perdida, do dracma perdida e do filho pródigo. Nas três parábolas, Deus busca o que estava perdido, encontra o que estava perdido e celebra com grande alegria a recuperação do que estava perdido. Uma Dracma era uma moeda. Observa-se que a mulher descrita é uma camponesa pobre, e as dez moedas de prata, "provavelmente representam a poupança da família." [2] As moedas também poderião ser o dote da mulher, vestida como um ornamento, como u…

Mantendo o fogo de Deus aceso.

1 Samuel 3.1-4
3.1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli. Naqueles dias, a palavra do SENHOR era mui rara; as visões não eram freqüentes.
2 Certo dia, estando deitado no lugar costumado o sacerdote Eli, cujos olhos já começavam a escurecer-se, a ponto de não poder ver,
3 e tendo-se deitado também Samuel, no templo do SENHOR, em que estava a arca, antes que a lâmpada de Deus se apagasse, 4 o SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui!
Existia no tabernáculo, onde se adorava a Deus, um candelabro , com sete lâmpadas que deveriam sempre estar acessas. E também havia o altar de holocaustos, onde o fogo não poderia se apagar.
· Ex 27.20“Ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para manter uma lâmpada acesa continuamente” (Êxodo 27:20). –falando do candelabro
· Lv6 .12 e 13:“O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o h…