terça-feira, 24 de maio de 2011

Vitória sobre a idolatria e ocultismo

Título: Vitória sobre idolatria e ocultismo
Textos: Colossenses 1.13; 1 Tessalonicenses 1.9
“Ele nos libertou do poder da escuridão e nos trouxe em segurança para o Reino do seu Filho amado”. (Col. 1.13)
“Todas as pessoas desses lugares falam da nossa visita a vocês e contam como vocês nos receberam bem e como vocês deixaram os ídolos para seguir e servir ao Deus vivo e verdadeiro”. (1 Tes. 1.9)
Introdução:
Ao refletirmos sobre este tema não alimentamos, em hipótese alguma, a polêmica, a provocação, ou a crítica a quem quer que seja. Reconhecemos que vivemos dias difíceis, muitas informações e propostas enganosas, falsas e mentirosas, reinam em nosso meio o ‘espírito de engano’. Creio que a atitude correta e segura é buscarmos nas Escrituras Sagradas, na bíblia, a palavra de Deus, a orientação divina, o que Deus nos ensina através da sua palavra.
Convido você para juntos agora buscarmos na bíblia o caminho certo, o que o Senhor Deus nos diz sobre estes assuntos.
Vamos ao estudo da palavra?

1º IDOLATRIA:
Êxodo 20.4-5: “Não faça imagens de nenhuma coisa que há lá em cima no céu, ou aqui embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não se ajoelhe diante de ídolos, nem os adore, pois eu, o SENHOR, sou o seu Deus e não tolero outros deuses. Eu castigo aqueles que me odeiam, até os seus bisnetos e trinetos”.
Levítico 19.4: “Não adorem ídolos, nem façam deuses de metal. Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês”.
Levítico 26.1: “O SENHOR Deus disse ao povo de Israel: - Não façam nenhum ídolo ou imagem, nem coluna sagrada ou pedra com figuras gravadas para adorar. Não adorem nenhum deles; eu, o SENHOR, sou o Deus de vocês”.
Isaías 42.17: “Mas serão derrotados e humilhados todos os que confiam em ídolos, todos os que dizem às imagens: 'Vocês são os nossos deuses’”.
Isaías 40.19 - 20: “Ele não é como uma imagem feita por um artista, que um ourives reveste de ouro e cobre de enfeites de prata. Quem não pode comprar ouro ou prata escolhe madeira de lei e procura um artista competente que faça uma imagem que fique firme no seu lugar”.
Isaías 44. 12, 13, 15, 16 e 17: “O ferreiro pega um pedaço de metal, coloca nas brasas e depois com toda a força vai batendo nele com o martelo até formar a imagem. Ele trabalha tanto, que não come, nem bebe e acaba perdendo as forças. O escultor mede um pedaço de madeira e com um giz desenha nele a figura do ídolo. Depois, com as suas ferramentas, ele faz uma estátua com a forma de um belo ser humano, para ser colocada num templo. O homem usa uma parte da madeira para fazer um fogo; ali ele se esquenta e também assa o pão. A outra parte da madeira é usada para fazer uma imagem; e o homem fica de joelhos e a adora. Assim metade da madeira serve para fazer um fogo; o homem assa a carne, come e fica satisfeito. Também se esquenta e diz: "Que fogo bom! Já me esquentei bem!”Com a outra metade da madeira, o homem faz uma imagem, isto é, um deus; depois, fica de joelhos e a adora. E faz esta oração: "Tu és o meu deus; salva-me!"
Isaías 45.19-20: “Eu não falei em segredo, não falei num lugar escuro e não disse ao povo de Israel que me procurasse num lugar deserto. Eu, o SENHOR, falo a verdade, e o que digo sempre merece confiança." O SENHOR Deus diz: "Venham e ajuntem-se, todos os povos que escaparam com vida, e apresentem-se no tribunal. Não sabem nada as pessoas que oram a deuses que não podem salvá-las, pessoas que fazem procissões, carregando as suas imagens de madeira”.
Jeremias 10.1-16 (apenas referência)
Salmo 115. 3-8: “Nós respondemos: "O nosso Deus está no céu; ele faz tudo o que quer. Os deuses das outras nações são de prata e de ouro, são feitos por seres humanos. Eles têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não veem. Têm ouvidos, mas não ouvem; têm nariz, mas não cheiram. Têm mãos, mas não podem pegar; têm pés, mas não andam; e da garganta deles não sai nenhum som. Que fiquem iguais a esses ídolos aqueles que os fazem e os que confiam neles!"
Salmo 135. 15-18: “Os deuses das outras nações são de prata e de ouro, são feitos por seres humanos. Eles têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não veem. Têm ouvidos, mas não ouvem; e não podem respirar. Que fiquem iguais a esses ídolos aqueles que os fazem e também os que confiam neles!”
2º OCULTISMO
Levitação, telepatia: a bíblia nos ensina que as coisas ocultas são para Deus; as reveladas são para nós: “Há coisas que não sabemos, e elas pertencem ao SENHOR, nosso Deus; mas o que ele revelou, isto é, a sua Lei, é para nós e para os nossos descendentes, para sempre. Ele fez isso a fim de que obedecêssemos a todas as suas leis”. (Deuteronômio 29.29)
Oração pelos mortos: a bíblia proíbe:
“E, quanto à ressurreição dos mortos, será que vocês nunca leram o que Deus disse? Ele afirmou: "Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó." E Deus não é Deus dos mortos e sim dos vivos”. (Mateus 22.31-32).
Lucas 16.19-31(referência).
“Algumas pessoas vão pedir que vocês consultem os adivinhos e os médiuns, que cochicham e falam baixinho. Essas pessoas dirão: "Precisamos receber mensagens dos espíritos, precisamos consultar os mortos em favor dos vivos!”. Mas vocês respondam assim: "O que devemos fazer é consultar a lei e os ensinamentos de Deus. O que os médiuns dizem não tem nenhum valor." (Isaías 8.19-20)

Os mortos não voltam:

“Cada pessoa tem de morrer uma vez só e depois ser julgada por Deus”. (Hebreus 9.27)
“Mas agora que está morto, por que jejuar? Será que eu poderia fazê-lo viver novamente? Um dia eu irei para o lugar onde ele está, porém ele nunca voltará para mim”. (2 Samuel 12.23)
“Então o nosso corpo voltará para o pó da terra, de onde veio, e o nosso espírito voltará para Deus, que o deu”. (Eclesiastes 12.7)
O engano do diabo:
“E isso não é de admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz”. (2 Coríntios 11.14)
3º FEITIÇARIA: Superstição, crendices:
despachos: “Daqui em diante e para sempre, os israelitas nunca mais oferecerão sacrifícios aos demônios do deserto; pois, se fizerem isso, estarão sendo infiéis a Deus”. (Levítico 17.7), “Nenhum pai deverá entregar o filho ou a filha para servir o deus Moloque. Isso seria profanar o santo nome de Deus, o SENHOR”. (Levítico 18.21).
adivinhação: “Não comam carne em que houver sangue. Não procurem adivinhar o futuro, nem façam feitiçarias. Não procurem a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro. Isso é pecado e fará com que vocês fiquem impuros. Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês” (Levítico 19.26 e 31).
tatuagem: “Quando chorarem a morte de alguém, não se cortem, nem façam marcas no corpo. Eu sou o SENHOR”. (Levítico 19.28).
feitiço: “Se alguém procurar a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro, eu ficarei contra essa pessoa por causa desse pecado e a expulsarei do meio do povo. Qualquer homem ou mulher que invocar os espíritos dos mortos ou praticar feitiçarias deverá ser morto a pedradas. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte”. (Levítico 20.6 e 27).
Práticas como leitura das mãos, mediunidade, sexta-feira 13, pé direito, gato preto, maus olhados, benzimentos, figas, pulseiras, patuás, rezas, pragas e tantas outras crendices não têm efeito sobre os filhos de Deus: “Como posso amaldiçoar aquele que Deus não amaldiçoou? Como posso condenar aquele que o SENHOR não condenou? A feitiçaria e a adivinhação não valem nada contra o povo de Israel. Agora todos dirão a respeito desse povo: 'Vejam só o que Deus tem feito!' (Números 23. 8-23), “A maldição não cai sobre quem não merece; ela é como um passarinho que voa sem rumo”. (Provérbios 26.2).
4º ONDE ESTÁ A NOSSA VITÓRIA E SEGURANÇA?
a) Fomos libertos por Jesus: “e conhecerão a verdade, e a verdade os libertará. Se o Filho os libertar, vocês serão, de fato, livres. (João 8. 32 e 36) – “Eles dizem: "Com as nossas palavras venceremos; ninguém vai tapar a nossa boca. Quem é que manda em nós?" (Salmo 12.4).

b) Fomos perdoados: “Antigamente vocês estavam espiritualmente mortos por causa dos seus pecados e porque eram não-judeus e não tinham a lei. Mas agora Deus os ressuscitou junto com Cristo. Deus perdoou todos os nossos pecados e anulou a conta da nossa dívida, com os seus regulamentos que nós éramos obrigados a obedecer. Ele acabou com essa conta, pregando-a na cruz. E foi na cruz que Cristo se livrou do poder dos governos e das autoridades espirituais. Ele humilhou esses poderes publicamente, levando-os prisioneiros no seu desfile de vitória”. (Colossenses 2.13-15), “Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado”. (1 João 1.7).

c) Estamos protegidos pelo sangue: “O sangue nos batentes das portas será um sinal para marcar as casas onde vocês moram. Quando estiver castigando o Egito, eu verei o sangue e então passarei por vocês sem parar, para que não sejam destruídos por essa praga”. (Êxodo 12.13)

d) Estamos escondidos em Cristo e no seu esconderijo: “Vocês foram ressuscitados com Cristo. Portanto, ponham o seu interesse nas coisas que são do céu, onde Cristo está sentado ao lado direito de Deus”. (Colossenses 3.1), “A pessoa que procura segurança no Deus Altíssimo e se abriga na sombra protetora do Todo-Poderoso pode dizer a ele: "Ó SENHOR Deus, tu és o meu defensor e o meu protetor. Tu és o meu Deus; eu confio em ti." Deus livrará você de perigos escondidos e de doenças mortais. Ele o cobrirá com as suas asas, e debaixo delas você estará seguro. A fidelidade de Deus o protegerá como um escudo. Ainda que mil pessoas sejam mortas ao seu lado, e dez mil, ao seu redor, você não sofrerá nada. por isso, nenhum desastre lhe acontecerá, e a violência não chegará perto da sua casa”. (Salmo 91. 1-4, 7 e 10)

e) Não estamos mais debaixo da maldição, ela já foi cancelada: “Agora já não existe nenhuma condenação para as pessoas que estão unidas com Cristo Jesus”. (Romanos 8.1), “Porém Cristo, tornando-se maldição por nós, nos livrou da maldição imposta pela lei. Como dizem as Escrituras: "Maldito todo aquele que for pendurado numa cruz!”(Gálatas 3.13).

f) A palavra de Deus é a nossa arma, espada: “Jesus respondeu: - As Escrituras Sagradas afirmam: "O ser humano não vive só de pão, mas vive de tudo o que Deus diz." Jesus respondeu: - Mas as Escrituras Sagradas também dizem: "Não ponha à prova o Senhor, seu Deus." Jesus respondeu: - Vá embora, Satanás! As Escrituras Sagradas afirmam: "Adore o Senhor, seu Deus, e sirva somente a ele." (Mateus 4. 4,7 e 10) ‘está escrito’ Jesus enfrentou o diabo usando a palavra de Deus, ela é a nossa espada do Espírito: “Recebam a salvação como capacete e a palavra de Deus como a espada que o Espírito Santo lhes dá”. (Efésios 6.17)

g) O nome de Jesus: Há poder no nome de Jesus de Nazaré: “Aos que crerem será dado o poder de fazer estes milagres: expulsar demônios pelo poder do meu nome e falar novas línguas; se pegarem em cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal; e, quando puserem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados”. (Marcos 16.17-18), “Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai”. (Filipenses 2.9-11).
5º O SEGREDO DA VITÓRIA
Além dos pontos que vimos acima acrescentamos a graça maravilhosa de Jesus que nos tirou das trevas e nos levou para a luz, “Mas vocês são a raça escolhida, os sacerdotes do Rei, a nação completamente dedicada a Deus, o povo que pertence a ele. Vocês foram escolhidos para anunciar os atos poderosos de Deus, que os chamou da escuridão para a sua maravilhosa luz”. (1 Pedro 2.9). Em Cristo experimentamos a nossa vitória sobre a idolatria, ocultismo e toda sorte de laço, engano, vivemos dias difíceis, a nossa luta é contra “as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão”. Mas o que está em nós é maior que o que está no mundo, temos agora um novo estilo de vida, “ele nos libertou do poder da escuridão e nos trouxe em segurança para o reino do seu Filho amado”. (Colossenses 1.13). O que acontece com aquele que se entrega a Jesus Cristo e o confessa como seu Senhor e Salvador é o que está escrito na bíblia: “como vocês deixaram ídolos para seguir e servir ao Deus vivo e verdadeiro”. (1 Tessalonicenses 1.9). Agora somos filhos da luz, andamos na luz, agora conhecemos a verdade e andamos na verdade, não somos mais levados pelo engano do inimigo, em Cristo Jesus podemos agora afirmar: “Eu era cego e agora vejo” (João 9.25).
A graça e a paz do Senhor Jesus Cristo permaneça convosco.
Rev. Messias Anacleto Rosa.
Londrina, 24 de maio de 2011

terça-feira, 17 de maio de 2011

Praticando a Palavra de Deus em nossos relacionamentos.



Tiago 1.19-20
“19 Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. 20 Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus.”
Todos nós somos pessoas que tem de se relacionar com outros. Nossos relacionamentos iniciam em nosso lar, nas conversas e na convivência que temos com nossos cônjuges, filhos, pais, irmãos, avós, enfim familiares. É no relacionamento familiar que a pessoa aprende a se relacionar com o mundo. É na relação familiar que aprenderemos nos relacionar com a igreja, com colegas, com nossos superiores (patrões, chefes, professores). E ainda através do relacionamento familiar aprendemos a ter comunhão também com Deus.
E um bom relacionamento com as pessoas e com a família vai depender de como colocamos esse versículo em prática em nossas convivências.
Falar é muito simples e fácil, difícil mesmo é exercer a especial arte de ouvir. Muitos falam, e até demai! Não esperam que alguém termine de falar e respondem antes mesmo de ouvir a última frase. A ansiedade de muitos em falar demais e fora de hora, revela uma provável inquietude no íntimo, na alma. Portanto falar não é o problema; o que falar, como, quando e o que falar, é a grande questão.
Tiago, ao escrever sua carta, é bem prático no que se refere aos relacionamentos entre os cristãos ,entre os servos de Deus. Tiago é claro em mostrar que a palavra de Deus, não é apenas uma teoria para ser entendida, mas é claramente uma prática a ser vivida.
Tiago 1.22:”Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganado-vos a vós mesmos.”
Essa pratica da palavra é vivenciada em nossos relacionamentos, quando somos prontos para ouvir, tardios para falar, e tardios para nos irarmos.
Como praticaremos a palavra em nossos relacionamentos?

1)Sendo prontos para ouvir. (Tg 1: 19)
“Todo homem, pois, seja pronto para ouvir”
Estar pronto para ouvir é uma das maiores qualidades que uma pessoa pode ter. O ouvir, não é apenas ficar quieto ouvindo, mas é colocar o que se foi ouvido em prática. É obedecer. Proverbios 25.12 nos diz:”Como brinco de ouro e enfeite de ouro fino é a repreensão dada com sabedoria a quem se dispõe a ouvir.” (PV 25.12) A pessoa que se dispõem a ouvir a repreensão, a correção, quando lhe é chamado a atenção, e obedece a repreensão encontra uma jóia preciosa em sua vida. Ouvir a repreensão nos valoriza, nos adorna, nos torna pessoas mais especiais ( como o brinco de ouro).
O livro de provérbios ainda nos ensina a importância de ouvirmos os outros antes de tomarmos nossas atitudes:
Provérbios:
11.14 Não havendo sábia direção, cai o povo, mas na multidão de conselheiros há segurança.
15.22 Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito.
24.6 Com medidas de prudência farás a guerra; na multidão de conselheiros está a vitória.
Então dar ouvidos aos conselheiros, instituídos por Deus nas nossas vidas, nos levará a três coisas: Segurança, bom êxito e vitória.
O filho (a filha ) que ouve seus pais recebe essas bênçãos. O aluno (aluna) que ouve seus professores recebe essas bênçãos. O crente que ouve seus presbíteros e seus pastores recebe essas bênçãos.
Assim, estaremos praticando a palavra em nossos relacionamentos, sendo prontos para ouvir.

2) Sendo tardios para falar
“Todo homem, pois, seja... tardio para falar"
"Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha"
(Provérbios 18:13).
Um triste fato é que as vezes, quando duas pessoas estão tentando discutir pontos de vista opostos, uma delas demonstra grosseria interrompendo a outra repetidamente. Esta descortesia reflete um problema simples: Há um desejo maior de replicar a outra pessoa do que ouvir o que ela tem a dizer.
Julgamentos precipitados são feitos com relação a assuntos e problemas que deveriam ser avaliados e estudados cuidadosamente. É um triste fato que muitas pessoas sejam ligeiras para tirar conclusões antes de investigar.

Algumas pessoas são rápidas para falar sobre coisas a respeito das quais não conhecem , e a criticar os motivos de outros.
O Senhor nos ensina que devemos ser tardios no falar, ou seja, é preciso pensar antes, não sermos precipitados nas declarações ou em expor nossas conclusões. Às vezes a primeira impressão, leva-nos à conclusões que não correspondem com a realidade de uma situação. Bom é calar-se!
Vejamos os conselho de Deus através de Salomão:
Eclesiastes 5.2-3
“Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras. 3 Porque dos muitos trabalhos vêm os sonhos, e do muito falar, palavras néscias.”
Eclesiastes5.6 – 7: “Não consintas que a tua boca te faça culpado, nem digas diante do mensageiro de Deus que foi inadvertência; por que razão se iraria Deus por causa da tua palavra, a ponto de destruir as obras das tuas mãos? .7 Porque, como na multidão dos sonhos há vaidade, assim também, nas muitas palavras; tu, porém, teme a Deus.”

”O homem prudente, este se cala.” (Pv 11.12)
“Até o tolo, quando se cala, é tido por sábio” ( Pv 17.28)
”No muito falar não falta transgressão, mas o que modera seus lábio é prudente” (Pv 10.19
)
Deixemos que as nossas línguas sejam dominadas pelo Espírito de Deus e saibamos falar ou nos calar na hora certa. É sábio quem pede ao Senhor domínio sobre sua língua.
Assim, estaremos praticando a palavra em nossos relacionamentos, sendo prontos para ouvir e sendo tardios para falar. E ainda:
3)Sendo tardios para nos irarmos (Tg 1: 19)
Todo homem, pois, seja ... tardio para se irar”.
O que realmente é a ira? No dicionário (Aurélio) encontramos a seguinte definição: “Cólera, raiva, indignação, desejo de vingança.” Quantas vezes tais sentimento afloram em nosso ser contra um irmão e levados pela precipitação da carne, os exteriorizamos trazendo sérias conseqüências. Por exemplo: Vidas são destruídas; amizades tornam-se em inimizades; depressões e desespero; acidentes, crimes são praticados; a obra de Deus é envergonhada; entre tantas outras conseqüências.
Mas, como seres humanos, vivendo nas dificuldades do dia-a-dia, infelizmente não estamos isentos da ira, da raiva, no entanto, como homens espirituais que somos, devemos observar a orientação que Paulo deu aos de Éfeso:
Efésios 4.26-27:
“ Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, 27 nem deis lugar ao diabo.”
Efésios4.31 : Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia.
Quantas vezes em nossa falta de sabedoria nos expressamos no auge do “sangue quente” ou da “cabeça quente” e os resultados são terríveis! Esta não é a forma correta do Servo do Senhor agir, mas, se infelizmente isto vier a acontecer, o mandamento de Deus é que “Não se ponha o sol sobre a vossa ira” ou seja, é necessário resolver o problema o mais rápido possível; e para contornarmos determinadas situações, é preciso nos humilhar diante do irmão atingido e clamar o seu perdão.
A ira destitui o servo da graça de Deus, pois nos afasta da comunhão verdadeira com o Eterno. É impossível haver intimidade com Deus, quando o nosso coração está cheio de ira, cólera contra o próximo.
“Deixa a ira, abandona o furor...” (Sl 37.8)
”O homem de grande ira tem de sofrer o dano...” (Pv 19.19)
“O iracundo levanta contendas...” (Pv 29.22)
“Não te apresses em irar-te, porque a ira se abriga no íntimo dos insensatos.” (Ec 7.9)
Conclusão
Todos nós somos pessoas que tem de se relacionar com outros. Nossos relacionamentos iniciam em nosso lar, nas conversas e na convivência que temos com nossos cônjuges, filhos, pais, irmãos, avós, enfim familiares.
Tiago, ao escrever sua carta, é bem prático no que se refere aos relacionamentos entre os cristãos ,entre os servos de Deus. Tiago é claro em mostrar que a palavra de Deus, não é apenas uma teoria para ser entendida, mas é claramente uma prática a ser vivida.
Tiago 1.22:”Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganado-vos a vós mesmos.”
Essa pratica da palavra é vivenciada em nossos relacionamentos, quando somos prontos para ouvir, tardios para falar, e tardios para nos irarmos.
Praticando a Palavra em nossos relacionamentos.
Como praticaremos a palavra em nossos relacionamentos?
1)Sendo prontos para ouvir. (Tg 1: 19), 2) Sendo tardios para falar e 3) tardios para nos irarmos.
Assim nos relacionamentos serão abençoados e felizes!




Deus te abençoe muito!!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Caminhando no poder de Jesus Cristo ressurreto



Texto: Lucas 24:13-35
13 Naquele mesmo dia, dois deles estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús, distante de Jerusalém sessenta estádios. 14 E iam conversando a respeito de todas as coisas sucedidas. 15 Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e ia com eles. 16 Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer. 17 Então, lhes perguntou Jesus: Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais? E eles pararam entristecidos. 18 Um, porém, chamado Cleopas, respondeu, dizendo: És o único, porventura, que, tendo estado em Jerusalém, ignoras as ocorrências destes últimos dias?
19 Ele lhes perguntou: Quais? E explicaram: O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que era varão profeta, poderoso em obras e palavras, diante de Deus e de todo o povo,
20 e como os principais sacerdotes e as nossas autoridades o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21 Ora, nós esperávamos que fosse ele quem havia de redimir a Israel; mas, depois de tudo isto, é já este o terceiro dia desde que tais coisas sucederam.
22 É verdade também que algumas mulheres, das que conosco estavam, nos surpreenderam, tendo ido de madrugada ao túmulo;
23 e, não achando o corpo de Jesus, voltaram dizendo terem tido uma visão de anjos, os quais afirmam que ele vive.
24 De fato, alguns dos nossos foram ao sepulcro e verificaram a exatidão do que disseram as mulheres; mas não o viram.
25 Então, lhes disse Jesus: Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! 26 Porventura, não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na sua glória?
27 E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras.
28 Quando se aproximavam da aldeia para onde iam, fez ele menção de passar adiante.
29 Mas eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque é tarde, e o dia já declina. E entrou para ficar com eles.
30 E aconteceu que, quando estavam à mesa, tomando ele o pão, abençoou-o e, tendo-o partido, lhes deu;
31 então, se lhes abriram os olhos, e o reconheceram; mas ele desapareceu da presença deles.
32 E disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras?
33 E, na mesma hora, levantando-se, voltaram para Jerusalém, onde acharam reunidos os onze e outros com eles,
34 os quais diziam: O Senhor ressuscitou e já apareceu a Simão!
35 Então, os dois contaram o que lhes acontecera no caminho e como fora por eles reconhecido no partir do pão.
Introdução- Os dias não são todos iguais. Alguns nos reservam mais desafios do que outros. Em alguns dias sentimos a necessidade de mais vigor de mais entusiasmo e disposição para fazermos frentes aos desafios. Somente a presença de Cristo é que de fato pode nos fazer caminhar sempre em vitória. Jesus não é apenas a fonte de poder que precisamos, Ele é o poder que precisamos. É por isso que é essencial ao homem a comunhão diária com Jesus. É fundamental manter um relacionamento diário com Jesus e receber diariamente seu poder, sua força, seu entusiasmo, receber esse algo mais que precisamos.
Passamos a pascoa, já celebramos a ressurreição do Senhor, a partir de agora é tempo de caminharmos com o Senhor ressurreto.
No texto que lemos, vemos que dois dos seguidores de Jesus estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús, e era o fim do terceiro dia após a crucificação de Jesus, do dia em que Jesus havia ressuscitado, mas esses homens ainda , apesar de terem ouvido relatos da ressurreição de Jesus, não estavam compreendendo bem os acontecimentos. Esses homens colocavam em Jesus a esperança politica de que Jesus viria para libertar a Israel do domínio politico do Império Romano; era essa a esperança dos Israelitas . Mas o reinado de Jesus é espiritual. E diante da crucificação de Jesus, estavam esses discípulos entristecidos, porque Ele não havia sido levantado como rei político, mas havia sido levantado numa cruz , como o cordeiro de Deus. Mas, enquanto conversavam a respeito disso o próprio Jesus ressurreto apareceu com eles, eles a principio não o reconheceram, e passaram no caminho a expor a Jesus toda a expectativa que tinham em nele. E, quando chegaram em Emaús, o Senhor se revelou a eles na forma de partir o pão, quando isso aconteceu, enfim, o reconheceram, mas ele desapareceu. O texto que lemos nos ensina algumas coisas preciosas sobre “caminhar no poder de Jesus Cristo ressurreto” Vejamos:
I- JESUS PROMETEU CAMINHAR DIARIAMENTE CONOSCO.
“Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam o próprio Jesus se aproximou e ia com eles.(v.15)” As ultimas palavras de Jesus antes de deixar esse mundo: Mt 28.20“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.”
Conhecendo um pouco sobre Jesus podemos afirmar que Ele escolheria o que considerava mais importante para dizer nesta hora. Pare um pouco e pense nessa promessa: O Deus todo poderoso, criador do céu e da terra, Senhor dos Senhores, o Rei dos Reis, o nosso Salvador, aquele que venceu a morte, o mundo, o diabo, esse Deus caminha diariamente comigo.
Essa é uma convicção essencial que precisamos ter se queremos ter uma vida abençoada. Uma vida de vitórias. Essa é uma convicção essencial a todos nós que não queremos viver acuados com medo do que vem a seguir. Com medo de nos relacionarmos e de nos frustrarmos novamente. Caminhar no poder de Jesus é crer que Ele sempre está conosco.
Sl121.5 O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita.
Sl 108.12 e13
“12 Presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem. 13 Em Deus faremos proezas, porque ele mesmo calca aos pés os nossos adversários. “
Talvez, você tem vivido na sua vida como se estivesse só. Aqueles discípulos do caminho de Emaús, andavam como se estivessem sós, mas de repente Jesus, aproximou-se deles, mas eles não perceberam que era o mestre que ía com eles. Existem situações em que o sentimento de frustração, ou o não entendimento da vontade de Deus nos faz pensar que ele não está conosco, quando na verdade está mais próximo que imaginamos. Sl 108:“12 Presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem.
II- JESUS SE MANIFESTARÁ DE MANEIRA ESPECIAL NOS MOMENTOS MAIS DIFÍCEIS DA NOSSA CAMINHADA .( Lc 24.17) “ Então, lhes perguntou Jesus : Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais ? E eles pararam entristecidos.”
No caminho de Emaús encontramos discípulos entristecidos e frustrados. Quando Jesus se coloca a cominho na estrada com os discípulos, logo os interroga: "Que é isso que os preocupa e de que ides tratando a medida que caminhais?" Então, lemos: "Eles pararam entristecidos" (v. 17). Emaús é um lugar de tristeza. E esta tristeza revela a frustração daqueles homens: "Ora, nós esperávamos que fosse Ele quem havia de redimir a Israel". O judeus estavam subjugados pelos romanos e havia uma uma grande expectativa que Jesus os libertasse. Mas Ele morreu! Parece que Deus falhou. Nada mudou! Ainda continuavam sob o domínio de Roma.
Sim, Emaús é um caminho de tristeza e decepção. Quem de nós já não trilhou por ele? Quem aqui não caminhou por Emaús? Com tristeza e dor, com frustração e decepção? Nem sempre as coisas saem do jeito que planejamos ou sonhamos. E, assim, a tristeza nos invade e somos tomados pelo desânimo. E, muitas vezes, provoca mágoas e revolta. Por que Deus permite isso? Por que não mudou a minha sorte?
Mas, foi num momento de frustração, de decepção e melancolia que Jesus se manifestou a eles. Quando amargavam os desprazeres da derrota, do sonho frustrado, da esperança não correspondida, é nessa brecha da alma, nesse descaminho que Jesus se aproximou reacendendo a chama da verdadeira e viva esperança.
Ele se manifestou assim também em nossas vidas. Caminhar no poder de Jesus é crer que Ele se manifesta de maneira especial quando estivermos em momentos difíceis.
III – JESUS CAMINHA CONOSCO NOS DANDO UMA VISÃO ESPIRITUAL CADA VEZ MAIS AMPLA. Vs. 16 e vs 31
16 Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer.
31 então, se lhes abriram os olhos, e o reconheceram; mas ele desapareceu da presença deles.
“Os seus olhos, porem, estavam como que impedidos de o reconhecer”.



Com certeza os olhos que o texto se refere são os “olhos do coração” conforme Paulo também se refere quando ora pela igreja em efésios 1: 18 “iluminados os olhos do vosso coração … para saberdes qual a suprema grandeza do poder para com os que cremos, segundo a eficácia do seu poder”.
Eles andaram com Jesus, presenciaram os milagres de Jesus, mas a incredulidade era tão grande que impediu que reconhecessem a Jesus. JESUS durante o seu ministério precisou tocar um cego duas vezes para que sua visão se tornasse perfeita.
Marcos 8: 22-26:22 Então, chegaram a Betsaida; e lhe trouxeram um cego, rogando-lhe que o tocasse. 23 Jesus, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia e, aplicando-lhe saliva aos olhos e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe: Vês alguma coisa? 24 Este, recobrando a vista, respondeu: Vejo os homens, porque como árvores os vejo, andando. 25 Então, novamente lhe pôs as mãos nos olhos, e ele, passando a ver claramente, ficou restabelecido; e tudo distinguia de modo perfeito. 26 E mandou-o Jesus embora para casa, recomendando-lhe: Não entres na aldeia.
Assim também alguns de nós talvez precisamos de um segundo toque de Jesus para termos visão espiritual.
A medida que Jesus caminhava com eles, foram sendo curados da miopia espiritual. “Então lhes disse Jesus: Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram. Porventura não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na sua glória”. Vs 25, 26.Caminhar no poder de Jesus é ter sempre nossa visão espiritual renovada.
IV – JESUS CAMINHA CONOSCO AQUECENDO NOSSO CORAÇÃO COM A SUA PALAVRA.



“E disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando Ele, pelo caminho nos falava, quando nos expunha as Escrituras?”. Lc24: 32
A palavra de Deus é viva e eficaz para corrigir, ensinar, educar para a justiça, e trazer esperança. Pela Palavra de Deus todas as coisas foram criadas. Pela Palavra de Deus a ordem foi estabelecida no universo. Pela Palavra de Deus a natureza foi controlada. Mc 4.39 :
E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança. Pela Palavra de Deus enfermos foram curados, mortos foram ressuscitados.
Caminhar no poder de Jesus é ter sempre o coração aquecido pela sua Palavra.
V- JESUS CAMINHA CONOSCO NOS AJUDANDO A CUMPRIR NOSSA MISSÃO.
33 E, na mesma hora, levantando-se, voltaram para Jerusalém, onde acharam reunidos os onze e outros com eles,
34 os quais diziam: O Senhor ressuscitou e já apareceu a Simão!
35 Então, os dois contaram o que lhes acontecera no caminho e como fora por eles reconhecido no partir do pão.
Os discípulos que antes caminham desolados e sem direção agora tem uma Missão: compartilhar Jesus com os outros. Este é um sinal seguro de que caminhamos no “ poder de Jesus” quando nos sentimos responsáveis em compartilhar Jesus com os outros que também estão a caminho. O discípulo que tem o coração aquecido tem fogo para esquentar os outros também. Caminhar no poder de Jesus é ter compromisso de compartilhar sua mensagem com outros.
Conclusão
O texto que lemos nos ensinou algumas coisas preciosas sobre “caminhar no poder de Jesus Cristo ressurreto” Vejamos:

I- JESUS PROMETEU CAMINHAR DIARIAMENTE CONOSCO.
II- JESUS SE MANIFESTARÁ DE MANEIRA ESPECIAL NOS MOMENTOS MAIS DIFÍCEIS DA NOSSA CAMINHADA
III – JESUS CAMINHA CONOSCO NOS DANDO UMA VISÃO ESPIRITUAL CADA VEZ MAIS AMPLA.
IV – JESUS CAMINHA CONOSCO AQUECENDO NOSSO CORAÇÃO COM A SUA PALAVRA.
V- JESUS CAMINHA CONOSCO NOS AJUDANDO A CUMPRIR NOSSA MISSÃO.
É fundamental manter um relacionamento diário com Jesus e receber diariamente seu poder, sua força, seu entusiasmo, receber esse algo mais que precisamos. Somente a presença de Cristo é que de fato pode nos fazer caminhar sempre em vitória. Jesus não é apenas a fonte de poder que precisamos, Ele é o poder que precisamos.

Coloque-se na brecha

“E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruí...