Pular para o conteúdo principal

Bênçãos sobre a vida dos obedientes

Salmo 112
“Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos! 2- Seus descendentes serão poderosos na terra, serão uma geração abençoada, de homens íntegros.3- Grande riqueza há em sua casa, e a sua justiça dura para sempre.4- A luz raia nas trevas para o íntegro, para quem é misericordioso compassivo e justo. 5 - Feliz é o homem que empresta com generosidade e que com honestidade conduz os seus negócios 6- O justo jamais será abalado; para sempre se lembrarão dele. 7- Não temerá más notícias; seu coração está firme, confiante no Senhor. 8- O seu coração está seguro e nada temerá. No final, verá a derrota dos seus adversários. 9- Reparte generosamente com os pobres; a sua justiça dura para sempre; seu poder será exaltado em honra. 10 - O ímpio o vê e fica irado, range os dentes e definha. O desejo dos ímpios se frustrará.”
O Salmo acima descreve as bênçãos que estão sobre a vida da pessoa que teme ao Senhor (v.1):” Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos!”. Esse versículo resume todo o assunto do texto e a partir do versículo 2, o salmista passa a descrever as razões que mostram as bênçãos de Deus na vida dos obedientes a ele. Vejamos quais são elas:
1ª Benção: Família abençoada ( v.2)
“Seus descendentes serão poderosos na terra, serão uma geração abençoada, de homens íntegros.”
Há duas palavras que aparecem neste versículo que se referem às nossas famílias: ”Descendentes” e “geração”. Esse versículo está nos mostrando que nossa obediência a Deus determinará a bênção sobre toda a nossa casa. Ex 20.6 nos diz o Senhor: “ e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos” Salmo 128: 1 -4 nos fala: Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos! 2 Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem. 3 Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. 4 Eis como será abençoado o homem que teme ao SENHOR!”.Ter uma família abençoada em mil gerações é uma promessa que assumimos através de nossa obediência ao Senhor Deus.
2ª Bênção: Provisão superabundante ( v.3)
" Grande riqueza há em sua casa, e a sua justiça dura para sempre."
Há neste salmo bênçãos familiares, mas também bênçãos financeiras advindas da generosidade do justo.
Existem pessoas que tem muitas riquezas, mas não tem a família por perto, estão separados dos cônjuges, brigados com os filhos ou com os pais e em desavenças com os irmãos. Existem pessoas que tem muitas riquezas, mas não tem amigos. Existem aqueles que têm riquezas só para si, e por isso tem dinheiro, mas não têm prosperidade. E ainda pior, há aqueles que têm riquezas e não tem fé, não tem o maior tesouro que é a presença de Deus.
Aqueles que temem ao Senhor têm provisão em todas as coisas com abundância, mas ainda tem a graça de, além de tudo, ter prosperidade. Não somos adeptos da chamada teologia da prosperidade, mas cremos em um Deus todo poderoso que faz mais do que precisamos afim de que tenhamos para nossas necessidades e para os que carecem de auxílio, e ainda mais para que sua obra seja sustentada com os recursos que Ele nos dá, é o que nos ensina o verso 9:”Reparte generosamente com os pobres; a sua justiça dura para sempre; seu poder será exaltado em honra”.
3ª Bênção: Confiança em Deus (vers 7 e 8)
“7- Não temerá más notícias; seu coração está firme, confiante no Senhor. 8- O seu coração está seguro e nada temerá. No final, verá a derrota dos seus adversários.”
O texto diz que aquele que obedece ao Senhor tem uma grande bênção: Confiança. Ele sabe que por mais dura que seja a noticia, e por mais difícil que seja a época, Deus o ajudará e livrará. Diante de más noticias o obediente tem em seu coração a boa noticia: ”Deus está comigo para me livrar”. Diante das batalhas o obediente sabe que o inimigo está derrotado.
4ª Bênção: Generosidade voluntária (v.9)
“Reparte generosamente com os pobres; a sua justiça dura para sempre; seu poder será exaltado em honra”.
O obediente é tão abençoado porque entende o principio da generosidade que traz sobre nós chuvas de bênçãos. Então ele vê a benção sobre si e sente a necessidade do outro. É esse o ensino do Senhor através do apóstolo Paulo em 2 Co 9.6-11:“6 E isto afirmo: aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. 7 Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. 8 Deus pode fazer-vos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra, 9 como está escrito: Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre. 10 Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, 11 enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus.”
Vimos hoje, no salmo 112 as bênçãos que estão sobre a vida da pessoa que teme ao Senhor, sobre a vida dos obedientes. ” Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos!”(Sl112.1).

Pr Welinton Mehret

Comentários

  1. Pastor gostaria de manter contato. meu nome è Valdinei, sou pastor da Igreja Menonita aqui em Piçarras SC, o meu interrese é que eu nasci ai em Nova Aurora em 1977 e nunca havia visto nada sobre a cidade. meu msn é professorvaldinei@hotmail.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Trazendo a Arca da Aliança

Como trarei a mim a arca de Deus? Leonard Ravenhill(1907-1994) foi um escritor e evangelista cristão britânico que focalizava em assuntos como oração e avivamento. É mais conhecido por desafiar a igreja moderna e seu mais notável livro é “Por Que Tarda o Pleno Avivamento?” Através de seu ensino e de seus livros, Ravenhill abordou as disparidades que ele percebia entre a Igreja do Novo Testamento e a Igreja moderna e apelou para a adesão aos princípios do avivamento bíblico, transcrevo um dos capítulos do Livro “Por Que Tarda O Pleno Avivamento: “Na igreja moderna, a reunião de oração é uma espécie de Cinderela. Essa serva do Senhor é desprezada e desdenhada porque não se adorna com as pérolas do intelectualismo, nem se veste com as sedas da Filosofia; nem se acha ataviada com o diadema da Psicologia. Mas se apresenta com a roupagem simples da sinceridade e da humildade, e por isso não tem receio de se ajoelhar. O “mal” da oração é que ela não se acha necessariamente associada a grandes f…

Resgatando os valores perdidos no lar

Lucas 15.8-10
8 Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?
9 E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.10 Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.
A parábola (ilustração) da dracma perdida faz parte do conjunto de parábolas que Jesus contou em Lucas 15 para ilustrar o amor de Deus pelos pecadores, a parábola da ovelha perdida, do dracma perdida e do filho pródigo. Nas três parábolas, Deus busca o que estava perdido, encontra o que estava perdido e celebra com grande alegria a recuperação do que estava perdido. Uma Dracma era uma moeda. Observa-se que a mulher descrita é uma camponesa pobre, e as dez moedas de prata, "provavelmente representam a poupança da família." [2] As moedas também poderião ser o dote da mulher, vestida como um ornamento, como u…

Mantendo o fogo de Deus aceso.

1 Samuel 3.1-4
3.1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli. Naqueles dias, a palavra do SENHOR era mui rara; as visões não eram freqüentes.
2 Certo dia, estando deitado no lugar costumado o sacerdote Eli, cujos olhos já começavam a escurecer-se, a ponto de não poder ver,
3 e tendo-se deitado também Samuel, no templo do SENHOR, em que estava a arca, antes que a lâmpada de Deus se apagasse, 4 o SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui!
Existia no tabernáculo, onde se adorava a Deus, um candelabro , com sete lâmpadas que deveriam sempre estar acessas. E também havia o altar de holocaustos, onde o fogo não poderia se apagar.
· Ex 27.20“Ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para manter uma lâmpada acesa continuamente” (Êxodo 27:20). –falando do candelabro
· Lv6 .12 e 13:“O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o h…