Pular para o conteúdo principal

Arrependimento

Mt 4.17
“Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer:arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus”.
O que é arrependimento?
Alguém escreveu (Chamberlain) : “é a mudança do projeto piloto de vida, todo padrão da vida é mudado, o alvo da vida é diferente; as aspirações são diferentes”.
Arrependimento é mudança de direção, de vida, deixar o erro e assumir uma nova direção.
Vemos no texto lido, que após o batismo de Jesus, depois do período de Jejum de Jesus no deserto, onde foi tentado. Ficou Jesus sabendo que João Batista havia sido preso, então foi morar em Cafarnaum (Mt 4.13). Então, Mateus relata que Jesus passou a ensinar sobre o arrependimento, Jesus deu seqüência ao ministério que até aquele momento João Batista exercia, o ministério de pregar o arrependimento. Jesus passou a pregar e a dizer: arrependei-vos. Ele mandava as pessoas se arrependerem. Essa necessidade de arrependimento era proveniente da proximidade do reino dos céus.
Reino dos céus- refere-se ao sacrifício de Cristo que dá acesso ao reino dos céus, sacrifício que traz o reino ( domínio) de Deus na igreja e a vida eterna.
Para se fazer parte do reino dos Céus é necessário arrependimento.
O que envolve o verdadeiro arrependimento?
1- Envolve o conhecimento da santidade de Deus
(Isaías 6.1-7)
1 No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo. 2 Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. 3 E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. 4 As bases do limiar se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. 5 Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos! .6 Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; 7 com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniqüidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado.
Este texto relata o chamado de Isaías para ser profeta. E Deus o chamou de maneira poderosa. Isaías viu a soberania e a grandeza de Deus. E os serafins clamavam:SANTO, SANTO, SANTO é o Senhor dos exércitos. Quando ele tem essa visão , lhe é revelada a santidade de Deus, então sentiu medo e arrependimento por seus pecados (v.5):” . 5 Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos! .”
Mas como resultado de seu arrependimento um dos serafins como uma tenaz pegou do altar uma brasa vida, em chamas, e tocou-lhe a boca perdoando e purificando seus pecados. Essa brasa vida simboliza o Espírito Santo de Deus, o qual queima de nossas vidas toda impureza. Quando Isaias viu a santidade de Deus reconheceu ser pecador.
A medida que vamos nos aproximando de Deus, e o conhecendo em sua santidade, inevitavelmente vamos reconhecendo nosso estado de pecados, e dependemos que ele nos purifique para que possamos nos chegar mais a ele – isso é arrependimento.

2- Envolve a experiência da tristeza segundo Deus ( 2 Co 7.10)
7.10 “ Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte.”
Falamos bastante da alegria que vem do Senhor, da alegria segundo Deus, isso é importante. Porém não podemos esquecer que existe uma tristeza que vem Deus também, é o que Paulo chama aqui, de “ a tristeza segundo Deus”. Mas, o que é essa tristeza segundo Deus? É entristecer-se pelos pecados cometidos. É uma tristeza que só pode vir de Deus, quando ele nos convence que estávamos cometendo pecado.
Salmo 51:4 e 12
51.4 Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mau perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar.
51.12 Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário.
No salmo 51 Davi , reconhece seu pecado de haver adulterado com Bate –Seba, confrontado pela palavra do profeta Natã, ele faz essa oração do Salmo 51, reconhecendo no verso 4: Pequei contra ti. E é interessante que no verso 12 ele pede que Deus lhe devolva a alegria ,” Restitui-me a alegria da tua salvação”, pois no seu coração ele estava sem alegria, portanto em tristeza por causa do arrependimento dos seus pecados.
Essa é a tristeza que alegra o coração de Deus, e que restaura nossa alma.
3- O arrependimento envolve o desejo de fazer a vontade de Deus .
João 1.13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.

O texto de João fala daqueles que receberam Jesus e foram feitos filhos de Deus, esses que receberam a Jesus, são os que passaram pelo processo de arrependimento. E diz o versículo que esse não nasceram da vontade da carne, nem da vontade do homem , mas de Deus ( ou seja, esses vem da vontade de Deus, e vivem para a vontade de Deus).
Mt 16.24 diz”Então disse Jesus aos seus discípulos:” Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”. O arrependimento envolve vontade: Se alguém quer” – o arrependimento deve gerar vontade de servir a Deus, querer ir após a Jesus e assumir o compromisso de o servir.
No arrependimento existe uma vontade de fugir do pecado e buscar a vontade de Deus, e tem que existir uma mudança no propósito de vida. De nada adianta disser-se arrependido e continuar cometendo os mesmos erros.
É preciso nos despojarmos, largarmos o pecado.
Efésios4.22 no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano,
Romanos6.6 sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos;
Tiago1.21 Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma.
1 PedroDespojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências, 2 desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação,

Conclusão
O que é arrependimento? “é a mudança do projeto piloto de vida, todo padrão da vida é mudado, o alvo da vida é diferente; as aspirações são diferentes”.
Mateus relata que Jesus passou a ensinar sobre o arrependimento, Jesus deu seqüência ao ministério que até aquele momento João Batista exercia, o ministério de pregar o arrependimento.
O arrependimento
O que envolve o verdadeiro arrependimento?
1- Envolve o conhecimento da santidade de Deus
2- Envolve a experiência da tristeza segundo Deus
3- Envolve o desejo de fazer a vontade de Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trazendo a Arca da Aliança

Como trarei a mim a arca de Deus? Leonard Ravenhill(1907-1994) foi um escritor e evangelista cristão britânico que focalizava em assuntos como oração e avivamento. É mais conhecido por desafiar a igreja moderna e seu mais notável livro é “Por Que Tarda o Pleno Avivamento?” Através de seu ensino e de seus livros, Ravenhill abordou as disparidades que ele percebia entre a Igreja do Novo Testamento e a Igreja moderna e apelou para a adesão aos princípios do avivamento bíblico, transcrevo um dos capítulos do Livro “Por Que Tarda O Pleno Avivamento: “Na igreja moderna, a reunião de oração é uma espécie de Cinderela. Essa serva do Senhor é desprezada e desdenhada porque não se adorna com as pérolas do intelectualismo, nem se veste com as sedas da Filosofia; nem se acha ataviada com o diadema da Psicologia. Mas se apresenta com a roupagem simples da sinceridade e da humildade, e por isso não tem receio de se ajoelhar. O “mal” da oração é que ela não se acha necessariamente associada a grandes f…

Resgatando os valores perdidos no lar

Lucas 15.8-10
8 Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?
9 E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.10 Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.
A parábola (ilustração) da dracma perdida faz parte do conjunto de parábolas que Jesus contou em Lucas 15 para ilustrar o amor de Deus pelos pecadores, a parábola da ovelha perdida, do dracma perdida e do filho pródigo. Nas três parábolas, Deus busca o que estava perdido, encontra o que estava perdido e celebra com grande alegria a recuperação do que estava perdido. Uma Dracma era uma moeda. Observa-se que a mulher descrita é uma camponesa pobre, e as dez moedas de prata, "provavelmente representam a poupança da família." [2] As moedas também poderião ser o dote da mulher, vestida como um ornamento, como u…

Mantendo o fogo de Deus aceso.

1 Samuel 3.1-4
3.1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli. Naqueles dias, a palavra do SENHOR era mui rara; as visões não eram freqüentes.
2 Certo dia, estando deitado no lugar costumado o sacerdote Eli, cujos olhos já começavam a escurecer-se, a ponto de não poder ver,
3 e tendo-se deitado também Samuel, no templo do SENHOR, em que estava a arca, antes que a lâmpada de Deus se apagasse, 4 o SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui!
Existia no tabernáculo, onde se adorava a Deus, um candelabro , com sete lâmpadas que deveriam sempre estar acessas. E também havia o altar de holocaustos, onde o fogo não poderia se apagar.
· Ex 27.20“Ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para manter uma lâmpada acesa continuamente” (Êxodo 27:20). –falando do candelabro
· Lv6 .12 e 13:“O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o h…