Pular para o conteúdo principal

A mão de Deus

1 Pe 5.5-7
Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. 6 Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, 7 lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.
Introdução
Numa cidade, dessas de transito intenso com caminhões, ônibus, carros e motocicletas num grande vai-e-vem, um pai procurava atravessar uma avenida, segurando a mão da filha de sete anos. Depois de alguns minutos de espera e de indecisão, se dava ou se não dava para atravessar, o pai conseguiu atravessar ao outro lado da avenida tendo sempre a filha segura em sua mão. E depois de feita aquela travessia, a garotinha comentou: “Papai, aquele edifício ali, tem 10 andares. Eu contei direitinho!” Como a menininha conseguiu essa despreocupação, visto o perigo da rua e dos carros? …ah! Ela estava segura na mão do pai! Não estava preocupada, mas submissa a direção que seu pai dava, através de sua forte mão.O v.6 fala da mão de Deus: “ Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte“.
QUE SIGNIFICA A MÃO DE DEUS? A mão de Deus é a mão protetora, é a mão que abençoa. É a mão do Pai que ama a seu filho e que o guia pelos caminhos corretos. Um pai, em seu verdadeiro juízo, não deseja que algo ruim ocorra a seu filho, por isso, procura levá-lo pelos caminhos corretos, pelos caminhos em que não se ache nada em que o filho possa tropeçar, cair e se perder. O filho, então, tem essa sensação de paz e de tranqüilidade: ele caminha por lugares em que nunca andou, mas confia na mão do pai que o segura e guia. O Senhor está falando em Sua Palavra, da potente mão, da poderosa mão de Deus – mão que nos segura e dá proteção. E o que o Senhor diz, nesse v.6, é que nós devemos ser humildes e nos submeter debaixo da poderosa mão de Deus. Isso se dá por meio da humilhação espontânea (oração), de nossos corações declarando total dependência de sua mão. E quando Deus fala dessa sujeição, desse nosso humilhar-se debaixo da sua poderosa mão, o Senhor está dizendo: “confie em mim, porque com minha poderosa mão Eu sei o que faço, Eu cuido de você”.
Pedro nos ensina sobre a submissão aos mais velhos e está nos esclarecendo a importância de sermos humildes diante de Deus, e deixarmos a ansiedade sobre o Senhor. Toda a ansiedade é lançada sobre o Pai, enquanto nós ficamos livres, porque Ele sabe o que fazer. É assim que pode se dar conosco também, nós podemos desfrutar de paz, quando nos colocamos debaixo da mão de Deus. Vejamos então dois ensinamentos:
1) A MÃO DE DEUS OPERA (vers. 6)Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte. Para sermos honrados, pela mão de Deus, no tempo certo ou exaltados no tempo devido, é preciso que nós nos sujeitemos humildemente debaixo da mão de Deus. Então, a mão de Deus para operar em nosso favor, precisa que estejamos dispostos a nos agarrar nela. E não deveríamos encontrar dificuldade para nos agarrarmos à mão de Deus e nos humilharmos debaixo dela.
Deus está dizendo para que você não tema, para que não esteja ansioso… Ele está dizendo para você esperar, confiar nEle, porque Ele é o teu Pai amoroso.. que tem cuidado de você: “lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”(v.7). Para Moisés, Deus disse: “…Ter-se-ia encurtado a mão do Senhor?”. (Nm 11.23). E o profeta Isaías anunciou: “Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar…”.
A mão de Deus te levará a todo o bem. A mão de Deus estará contigo. Ele quer o teu bem!
2) A MÃO DE DEUS nos levanta . Em 1Pd 5.6, diz que a mão de Deus nos promove, nos exalta. Está escrito: “para que ele, em tempo oportuno, vos exalte,”
Se humilhando debaixo da poderosa mão de Deus, fazendo isso, tarde ou cedo, você alcançará posição de honra, você será exaltado, diante dos inimigos que se levantam contra ti. O Senhor diz que te exaltará, ainda que você não tenha forças, porque você está segurado pela mão de Deus, Ele te exaltará! Agora, no reino de Deus, para ser levantado, muitas vezes é preciso estar caído.
Foi assim com a vida de José quando Deus lhe deu uma visão de liderança. Seus irmãos o venderam, seu senhor o prendeu. Mas Deus o conduziu até o governo do Egito. Então, humilhe-se debaixo da mão de Deus. Is 41.13 “Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo. “
Conclusão
Se uma criança pequena, ao atravessar a rua, tentar ela, por si só segurar na mão de seu pai, pode ser que sua pequena mão se solte na hora do perigo. Mas , se o pai pegar na mão da criança não haverá o que temer, pois a mão do pai é grande, forte, produz segurança. Assim é a a mão de Deus.A mão de Deus opera e nos levanta.
Que a nossa oração seja a do Hino 153 estrofe 1:
“Com tua mão segura bem a minha, pois eu tão frágil sou , ó Salvador,Que não me atrevo a dar jamais um passo Sem teu amparo, Cristo, meu Senhor!”

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Trazendo a Arca da Aliança

Como trarei a mim a arca de Deus? Leonard Ravenhill(1907-1994) foi um escritor e evangelista cristão britânico que focalizava em assuntos como oração e avivamento. É mais conhecido por desafiar a igreja moderna e seu mais notável livro é “Por Que Tarda o Pleno Avivamento?” Através de seu ensino e de seus livros, Ravenhill abordou as disparidades que ele percebia entre a Igreja do Novo Testamento e a Igreja moderna e apelou para a adesão aos princípios do avivamento bíblico, transcrevo um dos capítulos do Livro “Por Que Tarda O Pleno Avivamento: “Na igreja moderna, a reunião de oração é uma espécie de Cinderela. Essa serva do Senhor é desprezada e desdenhada porque não se adorna com as pérolas do intelectualismo, nem se veste com as sedas da Filosofia; nem se acha ataviada com o diadema da Psicologia. Mas se apresenta com a roupagem simples da sinceridade e da humildade, e por isso não tem receio de se ajoelhar. O “mal” da oração é que ela não se acha necessariamente associada a grandes f…

Resgatando os valores perdidos no lar

Lucas 15.8-10
8 Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?
9 E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.10 Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.
A parábola (ilustração) da dracma perdida faz parte do conjunto de parábolas que Jesus contou em Lucas 15 para ilustrar o amor de Deus pelos pecadores, a parábola da ovelha perdida, do dracma perdida e do filho pródigo. Nas três parábolas, Deus busca o que estava perdido, encontra o que estava perdido e celebra com grande alegria a recuperação do que estava perdido. Uma Dracma era uma moeda. Observa-se que a mulher descrita é uma camponesa pobre, e as dez moedas de prata, "provavelmente representam a poupança da família." [2] As moedas também poderião ser o dote da mulher, vestida como um ornamento, como u…

Mantendo o fogo de Deus aceso.

1 Samuel 3.1-4
3.1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli. Naqueles dias, a palavra do SENHOR era mui rara; as visões não eram freqüentes.
2 Certo dia, estando deitado no lugar costumado o sacerdote Eli, cujos olhos já começavam a escurecer-se, a ponto de não poder ver,
3 e tendo-se deitado também Samuel, no templo do SENHOR, em que estava a arca, antes que a lâmpada de Deus se apagasse, 4 o SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui!
Existia no tabernáculo, onde se adorava a Deus, um candelabro , com sete lâmpadas que deveriam sempre estar acessas. E também havia o altar de holocaustos, onde o fogo não poderia se apagar.
· Ex 27.20“Ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para manter uma lâmpada acesa continuamente” (Êxodo 27:20). –falando do candelabro
· Lv6 .12 e 13:“O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o h…