Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

A bênção de Deus e o descanso

2. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito.
3 E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.( Gn 2.2-3)
Com bênçãos Deus coroou os atos da criação. Primeiro ele abençoou o homem e o seu trabalho. Depois abençoou o sétimo dia. Homem, trabalho e dia foram abençoados. O homem o foi para poder empreender tudo o que o Criador lhe determinou que fizesse. O sétimo dia foi abençoado e santificado (separado) para ser ocasião de descanso. Abençoando-os, Deus relacionou-se intimamente com o homem, com o trabalho e com o necessário descanso, realidades que ele próprio planejou.
Deus abençoou o descanso, pois pensava no homem desobediente que, separado dele, não saberia associar o trabalho com o descanso, nem daria atenção aos limites que devem reger tanto um como o outro. A fonte do descanso não está, simplesmente, em um dia. Ela se encont…

A importância de nos reunirmos como igreja

Hebreus 10.24-25
24 Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. 25 Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.
Um freqüentador de igreja escreveu para o editor de um jornal e declarou que não faz sentido ir aos cultos todos os domingos.
"Eu tenho ido à igreja por 30 anos e durante este tempo devo ter ouvido uns 3.000 sermões. Mas, por minha vida, com exceção de um ou outro, eu não consigo lembrar da maioria deles... Assim, eu penso que estou perdendo meu tempo e os pastores também estão desperdiçando o tempo deles".
Esta carta iniciou uma grande controvérsia na coluna "Cartas ao Editor", para alegria do editor chefe do jornal, que recebeu diversas cartas, das quais, ele decidiu publicar esta resposta de um outro leitor: "Eu estou casado há mais de 30 anos. Durante este tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 3.000 refeições. Mas, p…

Sofrimento e aflição

“Considera as minhas aflições e o meu sofrimento e perdoa todos os meus pecados”( Salmo 25.18).
Conta-se uma ilustração que certa mulher havia perdido seu único filho, seu sofrimento foi profundo e ela se sentia inconsolável. Então ela procurou conselho com um homem sábio. Ele lhe disse: “Eu lhe devolverei seu filho se você me trouxer algumas sementes de mostarda, mas há uma condição: As sementes têm que vir de um lar onde nunca tenha existido qualquer sofrimento”. Então, com ansiedade a mulher começou a sua procura. Ela foi de casa em casa, em todas elas lhe foi dito que lá também se experimentou sofrimento e dor. Ela voltou ao sábio e disse: ”O sofrimento é comum a todas as pessoas”.
Aquela mulher aprendeu uma valiosa verdade! O sofrimento atinge a todos. Todos sofrem, embora os sofrimentos não sejam iguais para todos.
O salmista Davi também percebia essa realidade do sofrimento em sua vida, porém, sabia com quem contar e a quem descrever suas afliç…