Pular para o conteúdo principal

Época de colher, e também de semear
“Pois o que o homem semear, isso também ceifará” .
(Gálatas 6 verso 7b)

Estamos na época da colheita de soja, época de trabalho duro, época de expectativa em relação ao preço do produto que se está colhendo. E ainda, o mais interessante é que os agricultores, não apenas estão colhendo, mas já estão plantando outros cereais.
Dia, após dia, estamos semeando e estamos colhendo, e logicamente na época certa colheremos aquilo que semeamos. Aquilo que vocês estão vivendo hoje é a colheita de uma semente que vocês lançaram no passado. Por exemplo: Se você está exercendo hoje uma profissão, isso é fruto da semente do aprendizado. Outro exemplo: Se sua família está vivendo um bom momento, é fruto da semente do amor, que cresceu na educação e respeito que você um dia plantou.
Sendo assim, devemos analisar o que estamos semeando hoje, e sabermos que isto dará resultados amanhã. Temos, do apostolo Paulo uma bela orientação que diz: “E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos.”( Gálatas 6 verso 9). Se vocês fazem o bem, vocês colherão o bem. Aqueles que vocês ajudarem hoje serão abençoados através da semente que estão plantando; mas de Deus é que vocês receberam a recompensa.
Então, que tipo de semente estaremos dispostos a plantar? A semente é qualquer coisa que vocês tenham recebido de Deus e que possam semear na vida de outras pessoas.
- Os pensamentos são sementes.
- O amor é uma semente.
- A paciência é uma semente.
- A misericórdia é uma semente.
- A bondade é uma semente.
- O dinheiro investido na vida de alguém, na saúde de alguém, no estudo de um filho, é uma semente.
- Nossas orações são sementes.
- A gratidão é uma semente.
Quando semeamos, nos preparamos para colher. E as colheitas acontecem diariamente em nossas vidas. Comecem então a notar que existe uma colheita daquilo de bom que vocês semearam; e também notem diariamente as bênçãos de Deus.
Lembrem-se de não semear ventos para não colher tempestades (Oséias 8.7). Não semear intrigas para não colher separações e rancores. Uma má colheita, só poderá ser revertida pelo preço do sangue de Cristo, derramado para nos perdoar por nossas más escolhas, ou seja, nossos pecados. Então, semeiem o bem, e o maior bem que vocês podem semear é buscar o Senhor Deus.
“Semeiem a retidão para si, colham o fruto da lealdade, e façam sulcos no seu solo não arado, pois é hora de buscar o SENHOR, até que ele venha e faça chover justiça sobre vocês”(Oséias 10. 12).
“E isto afirmo: aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará”(2 Coríntios 9.6).
Que vocês tenham sempre uma grande colheita, em nome de Jesus!
Pr. Welinton Mehret

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trazendo a Arca da Aliança

Como trarei a mim a arca de Deus? Leonard Ravenhill(1907-1994) foi um escritor e evangelista cristão britânico que focalizava em assuntos como oração e avivamento. É mais conhecido por desafiar a igreja moderna e seu mais notável livro é “Por Que Tarda o Pleno Avivamento?” Através de seu ensino e de seus livros, Ravenhill abordou as disparidades que ele percebia entre a Igreja do Novo Testamento e a Igreja moderna e apelou para a adesão aos princípios do avivamento bíblico, transcrevo um dos capítulos do Livro “Por Que Tarda O Pleno Avivamento: “Na igreja moderna, a reunião de oração é uma espécie de Cinderela. Essa serva do Senhor é desprezada e desdenhada porque não se adorna com as pérolas do intelectualismo, nem se veste com as sedas da Filosofia; nem se acha ataviada com o diadema da Psicologia. Mas se apresenta com a roupagem simples da sinceridade e da humildade, e por isso não tem receio de se ajoelhar. O “mal” da oração é que ela não se acha necessariamente associada a grandes f…

Resgatando os valores perdidos no lar

Lucas 15.8-10
8 Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la?
9 E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.10 Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.
A parábola (ilustração) da dracma perdida faz parte do conjunto de parábolas que Jesus contou em Lucas 15 para ilustrar o amor de Deus pelos pecadores, a parábola da ovelha perdida, do dracma perdida e do filho pródigo. Nas três parábolas, Deus busca o que estava perdido, encontra o que estava perdido e celebra com grande alegria a recuperação do que estava perdido. Uma Dracma era uma moeda. Observa-se que a mulher descrita é uma camponesa pobre, e as dez moedas de prata, "provavelmente representam a poupança da família." [2] As moedas também poderião ser o dote da mulher, vestida como um ornamento, como u…

Mantendo o fogo de Deus aceso.

1 Samuel 3.1-4
3.1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli. Naqueles dias, a palavra do SENHOR era mui rara; as visões não eram freqüentes.
2 Certo dia, estando deitado no lugar costumado o sacerdote Eli, cujos olhos já começavam a escurecer-se, a ponto de não poder ver,
3 e tendo-se deitado também Samuel, no templo do SENHOR, em que estava a arca, antes que a lâmpada de Deus se apagasse, 4 o SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui!
Existia no tabernáculo, onde se adorava a Deus, um candelabro , com sete lâmpadas que deveriam sempre estar acessas. E também havia o altar de holocaustos, onde o fogo não poderia se apagar.
· Ex 27.20“Ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para manter uma lâmpada acesa continuamente” (Êxodo 27:20). –falando do candelabro
· Lv6 .12 e 13:“O fogo que está sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o h…