Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2010

A plenitude do Espírito Santo (1a Parte)

Efésios 5.18 "E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito..."
O termo “Plenitude” quer dizer: cheio, completo, inteiro, perfeito.O propósito de Deus para seus filhos é que todos sejam cheios, plenos do Espírito SantoTodo salvo é regenerado pelo Espírito, habitado pelo Espírito, selado pelo Espírito e batizado pelo Espírito no corpo de Cristo. Porém, nem todos os que têm o Espírito Santo estão cheios do Espírito. Cremos que o numero de Cristãos hoje, cheios do Espírito Santo é um numero muito pequeno. Muitas razões nos levam a isto:· Ignorância do assunto;· Falta de instrução sobre o assunto;· Preconceito – temos uma tradição muito forte que nos torna preconceituosos quanto ao Espírito Santo;· Medo –Muitas pessoas tem medo que certos fenômenos lhes aconteça e temem também o que os amigos vão dizer a seu respeito, medo da manifestação sobrenatural de Deus na vida.Nosso propósito com este assunto é o de orientar, inspirar, encoraj…

A plenitude do Espírito Santo (2a parte)

Efésios 5.18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito
Temos estudado nesses Domingos sobre o tema: Plenitude do Espírito Santo. O propósito de Deus para seus filhos é que todos sejam cheios, plenos do Espírito Santo
Todo salvo é regenerado pelo Espírito, habitado pelo Espírito, selado pelo Espírito e batizado pelo Espírito no corpo de Cristo. Porém, nem todos os que têm o Espírito Santo estão cheios do Espírito. O apóstolo Paulo ordena: “E não vos embriagueis com vinho no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito”. Aqui, Paulo dá uma ordem negativa: “não vos embriagueis com vinho” e uma ordem positiva: “enchei-vos do Espírito”. O contraste é que o vinho conduz à dissolução, mas a plenitude do Espírito ao domínio próprio.
Alguns passos a serem dados na busca e obtenção desta bênção:
1º passo: Um total esvaziamento (Rm 7.8 e 21-25)
Precisamos de um total esvaziamento do nosso ego e dos nossos pecados

2º passo : Um total quebrantamento
Jr 18. 6 …

A plenitude do Espírito Santo (3a Parte)

Atos 2.1-4
Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar;
2 de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. 3 E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. 4 Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.
O texto que lemos hoje, fala da descida do Espírito Santo de Deus sobre a vida dos discípulos do Senhor, isto aconteceu dez dias depois de o Senhor Jesus haver subido aos céus. Aconteceu na festa Judaica de pentecostes, quando Jerusalém estava cheia de Judeus de todas as regiões de Israel, nesse dia, depois da vida do Espírito Santo sobre a igreja houve um acréscimo de mais de 3000 pessoas, que se converteram a Cristo e que foram batizadas.
O que destacamos no texto de hoje é que o espírito Santo não apenas desceu sobre os seguidores de Cristo cumprindo …

A mão de Deus

1 Pe 5.5-7
Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. 6 Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, 7 lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.
Introdução
Numa cidade, dessas de transito intenso com caminhões, ônibus, carros e motocicletas num grande vai-e-vem, um pai procurava atravessar uma avenida, segurando a mão da filha de sete anos. Depois de alguns minutos de espera e de indecisão, se dava ou se não dava para atravessar, o pai conseguiu atravessar ao outro lado da avenida tendo sempre a filha segura em sua mão. E depois de feita aquela travessia, a garotinha comentou: “Papai, aquele edifício ali, tem 10 andares. Eu contei direitinho!” Como a menininha conseguiu essa despreocupação, visto o perigo da rua e do…

UMA EDUCAÇÃO SEXUAL SEM VALORES MORAIS CRISTÃOS

O Governo Federal, através dos PCNs propõe que a escola informe e discuta os aspectos relacionados à orientação sexual, buscando, a isenção de valores dos educadores. A idéia é que as crianças decidam por si mesmas seu comportamento. Por exemplo:“Na discussão sobre a virgindade entre um grupo de alunos de oitava série com seu professor abordam-se todos os aspectos e opiniões sobre o tema, seu significado para meninos e meninas, pesquisam-se suas implicações em diferentes culturas, sua conotação em diferentes momentos históricos e os valores atribuídos por distintos grupos sociais contemporâneos. Após essa discussão é uma opção pessoal do aluno tirar (ou não) uma conclusão.”
A educação sexual abrangente tem permitido que educadores sexuais chamados isentos de valores e moralmente neutros, incluindo o Governo Federal atual, ensinem que o aluno reconheça como determinações culturais as características socialmente atribuídas ao masculino e ao feminino, e não como um ato criativ…

Crente Espírita?

Josué24.15 Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. Is 8.19 e 20 ( Versão Corrigida) Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram entre dentes; -- não recorrerá um povo ao seu Deus? A favor dos vivos interrogar-se-ão os mortos? 8.20 À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva. Is 8.19 e 20 (Linguagem de Hoje ) — Algumas pessoas vão pedir que vocês consultem os adivinhos e os médiuns, que cochicham e falam baixinho. Essas pessoas dirão: “Precisamos receber mensagens dos espíritos, precisamos consultar os mortos em favor dos vivos!Mas vocês respondam assim: “O que devemos fazer é consultar a lei e os ensinamentos de Deus. O que os médiuns dizem não tem nenhum valor.” Muitas vezes me preocup…

O compromisso de seguirmos a Cristo

Jo 8.31 Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos;
Lc 9.23: Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.
A falta de compromisso atinge muitas áreas de nossa vida.
O compromisso é importante. O dicionário Aurélio define "comprometer" como: implicar, envolver, dar como garantia, empenhar, e "comprometer-se" como assumir responsabilidade, obrigar-se. Isso quer dizer que devemos comprometer nossas vidas com Cristo Jesus. Dando-lhe nossas vidas em totalidade.
Quando comprometemos nossa vida com Deus, estamos submetidos à sua vontade. Aos judeus que tinham crido nele, Jesus disse: "Se vocês obedece­rem às minhas palavras, serão de fato meus seguidores" (Jo 8.31). E a todos Nós Jesus declarou o que está em Lucas 9.23 “ Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome sua cruz e siga-me” essas duas palavras de…

A bênção de Deus e o descanso

2. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito.
3 E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.( Gn 2.2-3)
Com bênçãos Deus coroou os atos da criação. Primeiro ele abençoou o homem e o seu trabalho. Depois abençoou o sétimo dia. Homem, trabalho e dia foram abençoados. O homem o foi para poder empreender tudo o que o Criador lhe determinou que fizesse. O sétimo dia foi abençoado e santificado (separado) para ser ocasião de descanso. Abençoando-os, Deus relacionou-se intimamente com o homem, com o trabalho e com o necessário descanso, realidades que ele próprio planejou.
Deus abençoou o descanso, pois pensava no homem desobediente que, separado dele, não saberia associar o trabalho com o descanso, nem daria atenção aos limites que devem reger tanto um como o outro. A fonte do descanso não está, simplesmente, em um dia. Ela se encont…

A importância de nos reunirmos como igreja

Hebreus 10.24-25
24 Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. 25 Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.
Um freqüentador de igreja escreveu para o editor de um jornal e declarou que não faz sentido ir aos cultos todos os domingos.
"Eu tenho ido à igreja por 30 anos e durante este tempo devo ter ouvido uns 3.000 sermões. Mas, por minha vida, com exceção de um ou outro, eu não consigo lembrar da maioria deles... Assim, eu penso que estou perdendo meu tempo e os pastores também estão desperdiçando o tempo deles".
Esta carta iniciou uma grande controvérsia na coluna "Cartas ao Editor", para alegria do editor chefe do jornal, que recebeu diversas cartas, das quais, ele decidiu publicar esta resposta de um outro leitor: "Eu estou casado há mais de 30 anos. Durante este tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 3.000 refeições. Mas, p…

Sofrimento e aflição

“Considera as minhas aflições e o meu sofrimento e perdoa todos os meus pecados”( Salmo 25.18).
Conta-se uma ilustração que certa mulher havia perdido seu único filho, seu sofrimento foi profundo e ela se sentia inconsolável. Então ela procurou conselho com um homem sábio. Ele lhe disse: “Eu lhe devolverei seu filho se você me trouxer algumas sementes de mostarda, mas há uma condição: As sementes têm que vir de um lar onde nunca tenha existido qualquer sofrimento”. Então, com ansiedade a mulher começou a sua procura. Ela foi de casa em casa, em todas elas lhe foi dito que lá também se experimentou sofrimento e dor. Ela voltou ao sábio e disse: ”O sofrimento é comum a todas as pessoas”.
Aquela mulher aprendeu uma valiosa verdade! O sofrimento atinge a todos. Todos sofrem, embora os sofrimentos não sejam iguais para todos.
O salmista Davi também percebia essa realidade do sofrimento em sua vida, porém, sabia com quem contar e a quem descrever suas afliç…

A Necessidade de uma bênção

II Reis 5:1-18
5.1 Naamã, comandante do exército do rei da Síria, era grande homem diante do seu senhor e de muito conceito, porque por ele o SENHOR dera vitória à Síria; era ele herói da guerra, porém leproso.
2 Saíram tropas da Síria, e da terra de Israel levaram cativa uma menina, que ficou ao serviço da mulher de Naamã.
3 Disse ela à sua senhora: Tomara o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra.
4 Então, foi Naamã e disse ao seu senhor: Assim e assim falou a jovem que é da terra de Israel. 5 Respondeu o rei da Síria: Vai, anda, e enviarei uma carta ao rei de Israel. Ele partiu e levou consigo dez talentos de prata, seis mil siclos de ouro e dez vestes festivais.
6 Levou também ao rei de Israel a carta, que dizia: Logo, em chegando a ti esta carta, saberás que eu te enviei Naamã, meu servo, para que o cures da sua lepra.
7 Tendo lido o rei de Israel a carta, rasgou as suas vestes e disse: Acaso, sou Deus com poder de tirar a vida ou dá-l…

Dízimo: Celebração da Redenção

por Luciano Subirá

É impossível discutirmos a fundo as questões da nossa vida financeira e da nossa contribuição ao Senhor sem entendermos o que é a Redenção. No Livro do profeta Malaquias, no clássico texto a respeito dos dízimos, encontramos este nível de abordagem. Ao falar sobre a da retenção dos dízimos e ofertas, Deus chama isto de roubo:
“Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda.” (Malaquias 3.8,9)
Uma abordagem do ponto de vista jurídico diria que o assunto abordado por Deus é uma questão de propriedade. Legalmente falando, envolve posse. E não há como falarmos de coisas que dizem respeito à propriedade de Deus, sem antes estudarmos a Lei da Redenção.
ENTENDENDO A REDENÇÃO
Para muitos cristãos, a palavra “redenção” não significa nada mais do que “perdão dos pecados” ou “salvação”. Mas o seu significado vai muito além disto!
A palavra “redenção” s…