quarta-feira, 29 de julho de 2009

Encontrando vitórias em meio as decepções da vida


Encontrando vitórias em meio as decepções da vida

Gn 39.20-21
20 E o senhor de José o tomou e o lançou no cárcere, no lugar onde os presos do rei estavam encarcerados; ali ficou ele na prisão.
21 O SENHOR, porém, era com José, e lhe foi benigno, e lhe deu mercê perante o carcereiro;

Quando nossas expectativas são frustradas, encontramos a chamada decepção.
Quando esperávamos que um acontecimento em nossas vidas trouxesse alegria, e isso não acontece encontramos a decepção. Quando esperamos algo bom de alguém, esta pessoa nos corresponde com coisas ruins, mais uma vez somos confrontados com a decepção. E quem nunca se decepcionou ? Quem nunca se sentiu frustrado, desapontado?
A decepção é um dos sentimentos que mais encontramos em um mundo falho e cheio de pecado. E sempre quando colocamos a nossa esperança em pessoas, situações, governantes e em nós mesmos podemos encontrá-la
Algumas vezes a vida está boa, achamos que já superamos todas as adversidades que já poderiam ter nos ocorrido, estamos num ponto em que pensamos que todas as lutas que poderíamos enfrentar, já foram enfrentadas, e que chegou enfim o tempo da nossa aposentadoria espiritual, ou de descansarmos esperando o dia de partirmos; mas de repente somos surpreendidos por uma situação difícil, onde nosso sossego é tirado e onde perdemos toda a estabilidade que tínhamos.
José, o bisneto de Abraão, já havia passado adversidade o suficiente para achar que havia chegado o momento de estabilizar na casa de seu senhor, o Egípcio Potifar.
Este jovem, o segundo mais novo entre seus irmãos, foi amarrado pelos seus irmãos mais velhos, colocado em uma velha cisterna, e vendido como escravo para comerciantes ismaelitas, e estes comerciantes o venderam no Egito, para Potifar, oficial de Faraó e comandante da guarda.
Mas, a diferença dele para um escravo comum, que mesmo no momento em que estava sendo escravo no Egito, mesmo decepcionado com seus irmãos, quem estava com ele era o SENHOR Deus.
Gn 39: 2-4
“ O SENHOR era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. 3 Vendo Potifar que o SENHOR era com ele e que tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava em suas mãos,4 logrou José mercê perante ele, a quem servia; e ele o pôs por mordomo de sua casa e lhe passou às mãos tudo o que tinha.
Quem sabe se fossemos “José,” pensaríamos:”Agora esta tudo bem, todas as lutas passaram”.
Porém, a esposa de seu senhor , começou a tentá-lo para que se deitasse com ele. E certo dia, quando o tentava seduzir, José foge, pois temia a Deus, porém suas vestes ficaram nas mãos da esposa do seu senhor e ela vingando-se, o acusou de tentar violentá-la. E com isto Potifar se decepciona com José, mesmo José não tendo culpa alguma e o lança no cárcere .
Gn 39.19-20
Tendo o senhor ouvido as palavras de sua mulher, como lhe tinha dito: Desta maneira me fez o teu servo; então, se lhe acendeu a ira. 20 E o senhor de José o tomou e o lançou no cárcere, no lugar onde os presos do rei estavam encarcerados; ali ficou ele na prisão.
José que estava estabilizado na casa de Potifar, perdeu tudo, foi lançado no cárcere, teve suas expectativas frustradas. E teve que começar tudo de novo, para viver os sonhos de Deus.
Quando nossas expectativas são frustradas Deus está nos chamando para viver os sonhos dele para nós. Quando nos decepcionamos com o que esperávamos de nós mesmos e da vida, devemos aprender, e vencer as decepções.
O que Deus tinha para José era maior do que o que José esperava para si. E josé aprendeu a encontrar vitórias em meio as decepções de sua vida. Que vitórias podemos encontrar?


1ª Vitória: Em meio às decepções da vida, Deus ainda está conosco.
Gn 39 .2,3 ““ O SENHOR era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. 3 Vendo Potifar que o SENHOR era com ele e que tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava em suas mãos,...”
Na casa de Potifar, o SENHOR era com ele, mas o que aconteceu quando foi levado ao cárcere? (v.21): 21 “O SENHOR, porém, era com José, e lhe foi benigno, e lhe deu mercê perante o carcereiro; “
Deus está conosco todo o momento, ele não nos abandona, quando nossa posição, situação ou alegria mudam.
Is 41.9-13 “9 tu, a quem tomei das extremidades da terra, e chamei dos seus cantos mais remotos, e a quem disse: Tu és o meu servo, eu te escolhi e não te rejeitei, 10 não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel. 11 Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que estão indignados contra ti; serão reduzidos a nada, e os que contendem contigo perecerão. 12 Aos que pelejam contra ti, buscá-los-ás, porém não os acharás; serão reduzidos a nada e a coisa de nenhum valor os que fazem guerra contra ti.13 Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo”
José quando foi vendido pelos seus irmãos – o SENHOR era com ele.
Quando servindo na casa de Potifar – o SENHOR era com ele.
E quando na prisão – O Senhor era com ele.
Por mais diferentes que fosses as situações de José, o SENHOR era sempre com ele.
E esse Senhor é conosco os que o amam ; e se ele é conosco, mesmo em meio a decepções: ele nos fortalece, nos ajuda , nos sustenta, confunde nossos inimigos, nos toma pela mão direita e nos tira do meio da decepção dizendo: ” Não temas e eu te ajudo”.
Não sei quais são as suas decepções, ou o que frustrou os teus sonhos e teus projetos , mas sei que DEUS está com você e te tomará pela mão direita e te porá em pé. Como fez com José.
13 Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo”

2ª Vitória: Em meio as decepções da vida, Deus está nos dando novas oportunidades. V21 e cap 40 v2-8)
21 O SENHOR, porém, era com José, e lhe foi benigno, e lhe deu mercê perante o carcereiro;
O carcereiro gostou de José e ele se tornou um preso de confiança, a bênção que José trazia para a casa de Potifar, agora está trazendo a bênção para dentro da cadeia, para as vidas que estavam ali aflitas. E entre aqueles aflitos estava o padeiro real, e copeiro. E Deus prepara novas oportunidades para José exercer seu ministério .
2 Indignou-se Faraó contra os seus dois oficiais, o copeiro-chefe e o padeiro-chefe. 3 E mandou detê-los na casa do comandante da guarda, no cárcere onde José estava preso. 4 O comandante da guarda pô-los a cargo de José, para que os servisse; e por algum tempo estiveram na prisão. 5 E ambos sonharam, cada um o seu sonho, na mesma noite; cada sonho com a sua própria significação, o copeiro e o padeiro do rei do Egito, que se achavam encarcerados. 6 Vindo José, pela manhã, viu-os, e eis que estavam turbados. 7 Então, perguntou aos oficiais de Faraó, que com ele estavam no cárcere da casa do seu senhor: Por que tendes, hoje, triste o semblante? 8 Eles responderam: Tivemos um sonho, e não há quem o possa interpretar. Disse-lhes José: Porventura, não pertencem a Deus as interpretações? Contai-me o sonho.
Nós não vamos entrar em detalhes o que foram os sonhos dos dois, apenas que o padeiro depois de três dias foi morto, mas o copeiro depois de três dias foi restituído ao cargo, de cuidar das bebidas e provar tudo o que o rei comia e bebia. E José pede que quando ele fosse restituído no cargo que se lembrasse dele, e rogasse por ele diante do rei. Mas o copeiro, chefe naquele momento não lembrou de José, lembrou-se depois, na hora que Deus quis honrar José.
Mesmo quando as coisas não vão bem, as oportunidades que podem mudar as nossas histórias estão passando diante de nós, para José talvez aquela oportunidade era pequena, mas foi por meio dela que Deus mudo usua posição de preso para governador.

Então muitas vezes estamos desperdiçando oportunidades de Deus fazer a obra dele nas nossas vidas.
• O jovem que desperdiça o seu tempo de estudo; e chega um momento que ele tem que entrar no mercado de trabalho, mas não pode prosperar financeiramente porque desperdiçou a oportunidade. E a pergunta é; teve oportunidade de estudar?
• Outro exemplo: as vezes, perdemos um emprego, um negócio, o sossego. E a minha pergunta é por quê?
Muitas vezes nos acomodamos com uma situação ruim e não entendemos que podemos sair dela tendo atitude e ação. Precisamos que algo muito ruim aconteça para agirmos. Ouça essa fábula bem interessante:

“Certa vez, numa terra distante, um sábio chinês e seu discí¬pulo. Certo dia, em suas andanças, avistaram ao longe um casebre. Ao se aproximar, notaram que, a despeito da extrema pobreza do lugar, a casinha era habitada. Naquela área desolada, sem plantações nem árvores, viviam um homem, uma mulher, seus três filhos pequenos e uma vaquinha magra e cansada. Com fome e sede, o sábio e o discípulo pediram abrigo por algumas horas. Foram bem recebidos. A certa altura, enquanto se alimentava, o sábio perguntou:
- Este é um lugar muito pobre, longe de tudo. Como vocês sobrevivem?
- O senhor vê aquela vaca? Dela tiramos todo o nosso sustento - disse o chefe da famí¬lia. - Ela nos dá leite, que bebemos e também transformamos em queijo e coalhada. Quando sobra, vamos à cidade e trocamos o leite e o queijo por outros alimentos. É assim que vivemos.
O sábio agradeceu a hospitalidade e partiu. Nem bem fez a primeira curva da estrada, disse ao discí¬pulo:
- Volte lá, pegue a vaquinha, leve-a ao precipí¬cio ali em frente e atire-a lá pra baixo.
O discípulo não acreditou.
- Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se eu jogá-la no precipício, eles não terão como sobreviver. Sem a vaca, eles morrem!
O sábio, como convém aos sábios , apenas respirou fundo e repetiu a ordem:
- Vá lá e empurre a vaca no precipí¬cio.
Indignado porém resignado, o discí¬pulo voltou ao casebre e, sorrateiramente, conduziu o animal até a beira do abismo e a empurrou. A vaca, previsivelmente, estatelou-se lá embaixo.
Alguns anos se passaram e durante esse tempo o remorso nunca abandonou o discí¬pulo. Num certo dia de primavera, moído pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar àquele lugar. Queria ver o que tinha acontecido com a família, ajudá-la, pedir desculpas, reparar seu erro de alguma maneira. Ao fazer a curva da estrada, não acreditou no que seus olhos viram. No lugar do casebre desmazelado havia um sí¬tio maravilhoso, com muitas árvores, piscina, carro importado na garagem, antena parabólica. Perto da churrasqueira, estavam três adolescentes robustos, comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão de dólares. O coração do discí¬pulo gelou. O que teria acontecido com a família? Decerto, vencidos pela fome, foram obrigados a vender o terreno e ir embora. Nesse momento, pensou o aprendiz, devem estar mendigando em alguma cidade. Aproximou-se, então, do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da famí¬lia que havia morado lá há alguns anos.

- Claro que sei. Você está olhando para ela - disse o caseiro, apontando as pessoas ao redor da churrasqueira.
Incrédulo, o discíspulo afastou o portão, deu alguns passos e, chegando perto da piscina, reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte e altivo, a mulher mais feliz, as crianças, que haviam se tornado adolescentes saudáveis. Espantado, dirigiu-se ao homem e disse:
• - Mas o que aconteceu? Eu estive aqui com meu mestre uns anos atrás e este era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar tanto de vida em tão pouco tempo?
• O homem olhou para o discípulo, sorriu e respondeu:
• - Nós tí¬nhamos uma vaquinha, de onde tirávamos nosso sustento. Era tudo o que possuí¬amos, mas um dia ela caiu no precipí¬cio e morreu. Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes. "
Pergunto ; foi ruim para José ser retirado da estabilidade da casa de Potifar?
Se ele ficasse para sempre na casa de Potifar sempre seria um mordomo, mas Deus o permitiu ir a prisão e de lá o levou ao governo do Egito.
Quando nossa estabilidade é quebrada, e somos decepcionados pela vida : “ Deus está nos empurrando para cima.”
A “ vaquinha” foi jogada para baixo para que aquela família desse a volta por cima.
Romanos 8.28 Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
Não importa o momento ruim que você esteja vivendo , Deus te capacita a dar a volta por cima. Em tudo isso você está crescendo, Deus está te dando novas experiências, pois todas as coisas cooperam para o nosso próprio bem.
Não de importância as decepções que a vida lhe trouxe, mas perceba as oportunidades de vencer.

3ª Vitória :Em meio as decepções da vida, Deus está nos pondo por cabeça e não por cauda. (12-45)
Dt 28.13
.13 O SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.
Se obedecemos a voz do Senhor, quando as coisas não estão bem , Deu inverte totalmete a situação.
No cap 41, de Genesis, vemos isso acontecendo na vida de José.

Depois de dois anos que o copeiro foi restituído em seu posto o faraó teve um sonho :

41.2 Do rio subiam sete vacas formosas à vista e gordas e pastavam no carriçal. 3 Após elas subiam do rio outras sete vacas, feias à vista e magras; e pararam junto às primeiras, na margem do rio. 4 As vacas feias à vista e magras comiam as sete formosas à vista e gordas. Então, acordou Faraó. 5 Tornando a dormir, sonhou outra vez. De uma só haste saíam sete espigas cheias e boas. 6 E após elas nasciam sete espigas mirradas, crestadas do vento oriental. 7 As espigas mirradas devoravam as sete espigas grandes e cheias. Então, acordou Faraó. Fora isto um sonho. 8 De manhã, achando-se ele de espírito perturbado, mandou chamar todos os magos do Egito e todos os seus sábios e lhes contou os sonhos; mas ninguém havia que lhos interpretasse.

Então o copeiro lembrou de José
41.14e15

14 Então, Faraó mandou chamar a José, e o fizeram sair à pressa da masmorra; ele se barbeou, mudou de roupa e foi apresentar-se a Faraó. 15 Este lhe disse: Tive um sonho, e não há quem o interprete. Ouvi dizer, porém, a teu respeito que, quando ouves um sonho, podes interpretá-lo.
O faraó conta o sonho e Deus revela a interpretação a José: 41.28
28 Esta é a palavra, como acabo de dizer a Faraó, que Deus manifestou a Faraó que ele há de fazer.

E assim Deus revelou que viriam sobre aquela região sete anos de fartura, e depois sete anops de “ vacas magras”, e que assim fosse administrado o alimento no Egito para ter em abundância nos sete anos de seca.

Gn 41.37-43:
“37 O conselho foi agradável a Faraó e a todos os seus oficiais. 38 Disse Faraó aos seus oficiais: Acharíamos, porventura, homem como este, em quem há o Espírito de Deus? 39 Depois, disse Faraó a José: Visto que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão ajuizado e sábio como tu. 40 Administrarás a minha casa, e à tua palavra obedecerá todo o meu povo; somente no trono eu serei maior do que tu. 41 Disse mais Faraó a José: Vês que te faço autoridade sobre toda a terra do Egito. 42 Então, tirou Faraó o seu anel de sinete da mão e o pôs na mão de José, fê-lo vestir roupas de linho fino e lhe pôs ao pescoço um colar de ouro. 43 E fê-lo subir ao seu segundo carro, e clamavam diante dele: Inclinai-vos! Desse modo, o constituiu sobre toda a terra do Egito. “________________________________________
41.57 E todas as terras vinham ao Egito, para comprar de José, porque a fome prevaleceu em todo o mundo.
________________________________________

Então , o momento de decepção e tribulação que você está vivendo PASSARÁ, E DEUS TE COLOCARÁ NO LUGAR QUE ELE QUISER, CONFORME A SUA PALAVRA.
Conclusão
Quando esperávamos que um acontecimento em nossas vidas trouxesse alegria, e isso não acontece encontramos a decepção. Quando esperamos algo bom de alguém, esta pessoa nos corresponde com coisas ruins, mais uma vez somos confrontados com a decepção. E quem nunca se decepcionou ? Quem nunca se sentiu frustrado, desapontado?
José que estava estabilizado na casa de Potifar, perdeu tudo, foi lançado no cárcere, teve suas expectativas frustradas. E teve que começar tudo de novo, para viver os sonhos de Deus.
Quando nossas expectativas são frustradas Deus está nos chamando para viver os sonhos dele para nós. Quando nos decepcionamos com o que esperávamos de nós mesmos e da vida, devemos aprender, e vencer as decepções.
O que Deus tinha para José era maior do que o que José esperava para si.

Coloque-se na brecha

“E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruí...