Pesquisar este blog

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Experimentando mais de Deus



IS 6.1-8
“1 No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo. 2- Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. 3 E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. 4 As bases do limiar se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. 5 Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos! 6 Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; 7 com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniqüidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado. 8 Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim.”





Cremos que o caminho para um mover de milagres de Deus, é a forma correta de nos relacionarmos com ele. A vida cristã é progressiva e Deus quer que provemos cada vez mais de sua presença. Quer que a cada dia experimentemos mais dele.



Esta experiência de Isaías foi um momento em que ele subiu um degrau a mais em seu relacionamento com Deus. O impacto em Isaías foi tão grande que ele declarou ser um homem de lábios impuros no meio de um povo de impuros lábios. Quando lemos os cinco capítulos anteriores do livro vemos um forte combate contra o pecado. Não enxergamos esse Isaías de lábios impuros, apenas vemos o Isaías “profeta”. Isaías recebeu um toque purificador em seus lábios, pois foi justamente aí que ele confessou ser falho; e passou a ter uma nova conciência do chamado de Deus para o seu serviço.(vrs 7,8) - com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniqüidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado. 8 Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim.”
A grande questão é por que Isaías refere-se ao ano da morte do Uzias, seria apenas uma referência cronológica? Uzias foi um líder respeitado e admirado por Isaías. Ele poderia ter citado apenas que era o ano do reinado de Jotão filho de Uzias. Vemos que Uzias era admirado por Isaías, e somente quando morreu esse rei, é que ele conseguiu ver o SENHOR como rei em um alto e sublime trono. Para que consigamos ter a revelação de Jesus, do SENHOR como nosso rei. Todos os outros reis, e ídolos tem que cair. Nossa admiração e louvor deve estar em torno da expectativa de que veremos o Rei da Glória.
Isaías pode experimentar mais de Deus em uma visão. E você quer experimentar mais de Deus?
A questão de experimentar mais de Deus é uma questão de visão.
É uma questão de revelação da vontade de Deus. Foi essa experiência de Isaías que o levou a submeter-se ao chamado do Senhor e desfrutar mais de Deus.
Quando nós temos uma visão, isso move a nossa vida e tudo o que fazemos gira em torno da visão que recebemos, a visão determina as nossas atitudes, os livros que lemos, os lugares que freqüentamos as pessoas com quem andamos os filmes que assistimos e assim vai... mas não basta ter apenas a visão, precisamos ter também uma missão. “Ter uma visão nos torna visionários, ter uma missão nos faz trabalhar demais, mas termos uma visão e uma missão, faz de nós missionários”.
Aprendemos experimentar mais de Deus através da visão de Isaías; que apresenta três aspectos:
1) A visão da santidade de Deus IS 6:1-3 “1 No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo. 2- Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. 3 E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.”
Os vs 2,3 dizem que Serafins estavam por cima dEle....dizendo: Santo,Santo,Santo, é o Senhor dos Exércitos.
1) Estes seres não aparecem em nenhum outro lugar na bíblia. É uma classe especial de anjos.
2) Eles declaram três vezes que Deus é Santo. Isso é uma revelação do caráter de Deus, a sua santidade
3) Quando Isaías viu a santidade de Deus, notou que precisava se santificar também.

Sl 24 . 3-6: 3 Quem subirá ao monte do SENHOR? Quem há de permanecer no seu santo lugar? 4 O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente. 5 Este obterá do SENHOR a bênção e a justiça do Deus da sua salvação. 6 Tal é a geração dos que o buscam, dos que buscam a face do Deus de Jacó.

Vejamos a pergunta no vrs.3” Quem subirá ao monte do Senhor” – a pergunta é referente ao ir a casa de Deus ( templo) para adorar. A versão NVI deixa essa questão mais clara, pois traduziu da seguinte forma: “Quem poderá subir o monte do Senhor” . entendemos que a única autorização que temos para podermos prestar um culto verdadeiro a Deus é buscar o que está no versículo quatro deste salmo 24 4 O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente.
A NVI traduziu da seguinte forma:” Aquele que tem as mãos limpas e o coração puro, que não recorre aos ídolos, nem jura por deuses falsos”
Então o que é a visão da santidade de Deus? É o reconhecimento de que ele é santo e devemos ser santos também. Como seremos santos? A) com mãos limpas b) coração puro; c) não recorrer os ídolos d) não jurar por deuses falsos.
Experimentar mais de Deus é questão de santidade. É abandono do pecado, é abandono de nossa própria vontade de pecar, é colocar fora de nossas vidas e casas todo objeto de idolatria, é valorizar mais a vontade do Pai do que nossa própria vontade. Dizendo eis-me aqui.
O que acontecerá conosco se tivermos a visão da santidade de Deus, e nos apresentarmos em verdadeiro culto ? Sl 24.5-6:” 5 Este obterá do SENHOR a bênção e a justiça do Deus da sua salvação. 6 Tal é a geração dos que o buscam, dos que buscam a face do Deus de Jacó.” A visão de Isaías foi uma visão da santidade de Deus, e para experimentarmos mais de Deus devemos ter essa visão, o resultado é a bênção de Deus .” Este obterá do SENHOR a bênção e a justiça do Deus da sua salvação.”

2) A visão de nossa iniqüidade.Is 6.v5



5 Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos!
Depois de ter visto a santidade de Deus, Isaías viu a sua iniqüidade, ele se viu impuro e viu também, o meio em que vivia e teve medo pois achava que iria morrer, e disse: “ ai de mim! Estou perdido!”( is.6:5 ).




Quantos de nós estamos precisando olhar para nós mesmos e reconhecer o nosso real estado, às vezes estamos lindos por fora mas podres por dentro, mas quando nos deparamos com a santidade de Deus, Ele nos mostra o nosso verdadeiro estado, não para nos acusar, mas para nos mostrar, que nós precisamos dele !
A visão de nossas iniqüidades exige nossa sinceridade Ser sincero com alguém é falar a verdade, não esconder nada e se mostrar como realmente somos. Quase sempre temos vergonha de falar para Deus quem nós somos de verdade. Queremos parecer limpos e puros diante do Senhor, mas esquecemos que é Ele quem nos limpa e purifica. Precisamos chegar a Deus sujos e mostrar a Ele nossa sujeira, para que Ele possa nos lavar e, aí sim, estaremos limpos. Foi exatamente o que Isaías fez! Ele mostrou a Deus quem ele era: "... sou um homem de lábios impuros..." Deus conhece o nosso coração, por isso não devemos esconder nossas falhas diante Dele. Seja qual for o nosso erro, devemos declará-lo para Deus, pois só depois que Isaías assumiu a sua falha é que ele foi transformado.Ser sincero com Deus também é ser simples. Isaías podia ter dito muitas palavras bonitas ao Senhor, mas ele foi simples e expressou o que realmente estava em seu coração: "Ai de mim, estou perdido!" (vers. 5) Diante da grandeza de Deus, não adianta querermos falar bonito e tentar impressionar a Deus. Deus quer simplicidade e sinceridade e não palavras bonitas!
Podemos experimentar mais de Deus através da visão de nossas iniqüidades.
3) A visão da nossa PURIFICAÇÃO Is 6.6,7
6 Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; 7 com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniqüidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado.



O texto fala no v.6” brasa viva” – isso nos dá idéia de uma brasa em chamas. Essa brasa fala da ação purificadora do fogo do Espirito Santo.
Deus não expulsou Isaías por causa do seu pecado, mas o purificou com fogo.
O fogo é descrito como um elemento purificador.
> Nm 31:23 diz: “Toda a coisa que pode resistir ao fogo, fareis passar pelo fogo, para que fique limpa...”
Para ser totalmente limpo tem que passar pelo batismo de fogo. Mt 3:11 “...Ele vos batizará com Espírito Santo, e com fogo”.
Nós podemos nos relacionar melhor com Deus e experiemntar mais de Deus, através do perdão, e o perdão traz consigo purificação. Esse perdão com purificação vem do reconhecimento sincero de nossa parte” ai de mim estou perdido” quando há esse reconhecimento, Deus vem ao nosso encontro com o perdão e limpeza produzida pelo Espirito Santo.
Precisamos dessa purificação, precisamos hoje reconhecer a nossa necessidade, precisamos dizer “ ai de mim”, e reconhecer a necessidade do Espirito do Senhor operar em nós.
· Comece a clamar que o Espirito Santo venha queimar todas as impurezas;
· Comece a pedir ao Senhor que o Espirito Santo Trabalhe em seu coração;
· Queimando o pecado e a vontade de pecar.
· Queimando as opressões e as brechas dadas aos demonios,
· Queimando toda influência maligna que ainda está em sua vida.
Experimentaremos mais de Deus através da visão da nossa purificação.
Experimentaremos mais de Deus através:



4)Visão do nosso chamado Is 6.8



“8 Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim.”



Depois da visão da santidade de Deus, de suas próprias iniqüidades e da sua purificação recebida de Deus; Isaías recebe seu chamado, e foi no exercício de seu chamado que pode experimentar mais de Deus. A pergunta de Deus foi e é: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós” e Isaías não pode resistir e respondeu diante da glória de Deus:” Eis-me aqui , envia-me a mim”. Isaías teve a visão da missão que deveria ser cumprida, só que até então não tinha ninguém para executar essa missão, pois o povo estava cego e até que os olhos de Isaías fossem abertos...
1) Deus nos chama para o serviço.
2) Deus não empurra ninguém para sua obra, Ele chama. “A quem enviarei?”
> Mt. 4:18-22 “..18 Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. 19 E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 20 Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. 21 Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os. 22 Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram.
Ao chamar os seus discípulos eles imediatamente o seguiram, foram fazer a sua obra, depois parou na frente da coletoria e chamou também a Mateus dizendo segue-me. Mt.9:9.
Mt9. 9 - Partindo Jesus dali, viu um homem chamado Mateus sentado na coletoria e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu.
O senhor está te chamando a assim como seus discípulos a experimentar mais dele, através de seu chamado, como ele parou em frente a Mateus o cobrador de impostou e disse-lhe segue-me; ele pára diante de ti e fala segue-me; que sua resposta seja positiva. Que diante do chamado de Deus você responda: “ Eis-me aqui”, e através de sua obediência grandes coisas Deus fará em sua vida.

Conclusão
Cremos que o caminho para um mover de milagres de Deus, é a forma correta de nos relacionarmos com ele. A vida cristã é progressiva e Deus quer que provemos cada vez mais de sua presença. Quer que a cada dia experimentemos mais dele.
Isaías pode experimentar mais de Deus em uma visão;. Nosso tema foi:Experimentando mais de Deus
Aprendemos experimentar mais de Deus através da visão de Isaías:
Que apresenta quatro aspectos:
1)A visão da santidade de Deus
2) A visão de nossa iniqüidade
. 3)A visão da nossa PURIFICAÇÃO Is 6.6,7.
4) Visão do nosso chamado
Que resposta você dará ao Senhor? Você quer experiementar mais de Deus?
Pr. Welinton









Nenhum comentário:

Postar um comentário